O ajuste fiscal é, em larga medida, resultado do trabalho intenso e dedicado do governador Marconi Perillo, da secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, e do secretário de Gestão e Planejamento, Thiago Peixoto. A tese do trio é que tudo indica que será possível reordenar as finanças do governo sem a grana da privatização da Celg.

Acredita-se que, como o governador Marconi Perillo começou a ajustar o governo já no fim de 2014, as contas do Estado estarão no azul entre novembro e dezembro de 2015.