Filiação do Capitão Pires ao PL provoca crise em Porangatu. Ludmila Melo vai para o Solidariedade

O vice-prefeito vai apoiar Gustavo Mendanha. Já a prefeita Vanuza Valadares apoia a reeleição do governador Ronaldo Caiado

Capitão Pires, vice-prefeito, e Vanuza Valadares, prefeita: rompimento político | Foto: Reprodução

O vice-prefeito de Porangatu, Marcílio da Costa Pires — conhecido como Capitão Pires —, trocou o PSL do deputado federal Delegado Waldir Soares pelo PL da deputada federal Magda Mofatto.

Capitão Pires disse ao Jornal Opção na segunda-feira, 13, que vai disputar mandato de deputado federal em 2022.

Ludmila Melo: pré-candidata a deputada federal | Foto: Divulgação

A filiação de Capitão Pires ao PL provocou uma crise na política de Porangatu. Ludmila Melo, que preside uma conhecida ONG da cidade, decidiu que não disputará mandato de deputada federal pelo partido. Ela disse ao Jornal Opção que deverá se filiar ao Solidariedade do deputado federal Lucas Vergílio.

Há uma segunda crise. A filiação de Capitão Pires ao PL marca seu rompimento com a prefeita de Porangatu, Vanuza Valadares (Podemos). Porque Capitão Pires irá para o palanque de Gustavo Mendanha e a gestora municipal apoia a reeleição do governador Ronaldo Caiado.

A terceira crise é com o PSL do Delegado Waldir. Porque Capitão Pires foi candidato a vice-prefeito apoiado pelo deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.