Entre os Bolsonaros, em Brasília, Mendanha é conhecido como “político-melancia”

Aliados do presidente não gostaram de saber que um jornalista do PT é seu mentor intelectual

Gustavo Mendanha: a foto é claramente uma montagem | Foto: Reprodução

Entre os Bolsonaros, pai e filhos, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, é chamado de “político-melancia” — verde (direita) por fora e vermelho (esquerda) por dentro.

Os Bolsonaros receberam a informação, e não apreciaram, de que, apesar de se apresentar como “evangélico de direita” (contra gays e aborto), Mendanha tem como principal mentor o jornalista Ozéias Laurentino, que é filiado ao PT há vários anos. Ele é o secretário de Comunicação da Prefeitura de Aparecida de Goiânia.

Adriana Accorsi e Gustavo Mendanha: diálogo aberto | Foto: Divulgação da Secom de Aparecida

Antes de começar a procurar os Bolsonaros, Mendanha tinha como interlocutores frequentes os deputados Antônio Gomide e Adriana Accorsi, ambos do PT. A aproximação teria sido feita, segundo um auxiliar do prefeito, por Ozéias Laurentino.

Antônio Gomide, deputado estadual do PT, e o prefeito Gustavo Mendanha, de Aparecida de Goiânia | Foto: Secom da Prefeitura de Aparecida de Goiânia

Porém, a foto de Mendanha que chegou à mesa de um dos Bolsonaros — na qual o prefeito aparece vestido com uma camiseta do PT — é, claramente, uma montagem. Já a fotografia de Mendanha com o deputado Antônio Gomide, do PT, é mesmo verdadeira.

Ozéias Laurentino: o petista que se tornou mentor de Gustavo Mendanha | Foto: Reprodução

Com sua política de ficar neutro, de não apoiar nenhum candidato a presidente, Mendanha acabou isolado. Um tucano de bico erado comenta: “O amadorismo de Mendanha é assustado. Ele perdeu o timing. Por isso, vai acabar ficando sozinho. A debandada está apenas começando”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.