“Daniel Vilela vai dispensar os 40% de Lula em Goiás?”, pergunta do deputado Luis Cesar Bueno

Deputado diz que o PMDB não tem como apoiar Ronaldo Caiado e afirma que Iris Rezende abandonou a Praça Cívica

Luis Cesar Bueno questiona se Daniel Vilela recusará apoio de Lula | Fotos: Marcos Kennedy e Fernando Leite

O deputado estadual Luis Cesar Bueno (PT) diz que está viajando muito para ampliar e consolidar suas bases no interior. “Estou visitando oito cidade por semana, mas quero ampliar para 20. Vou disputar a reeleição.”

O Jornal Opção pergunta: “Nas suas visitas, o que mais ouve dos eleitores?” “Há um sentimento de revolta contra os políticos. O parlamentar que recebeu 40 mil votos em 2014 pode receber apenas 20 mil votos em 2018, e mesmo assim poderá ser eleito, porque o número de votos em branco e nulo tende a ser muito alto. O cociente eleitoral pode ser mais baixo. Mas constato também que o sentimento pró-Lula é cada vez maior no interior de Goiás. As pesquisas não estão captando isto com precisão. O ex-presidente tem pelo menos 40% dos votos dos eleitores goianos”. Por que Lula da Silva mantém um eleitorado fiel? “Porque Lula é a esperança em dias melhores para a sociedade. Mas um dado curioso é que o ex-presidente também é muito forte entre os setores da sociedade.”

O PT vai bancar Daniel Vilela, pré-candidato do PMDB a governador de Goiás em 2018, e lançar o seu vice, possivelmente Antônio Gomide, vereador em Anápolis? “A pergunta que se tem de fazer é outra”, afirma Luis Cesar Bueno. “O PMDB vai montar um palanque para Lula em 2018? Daniel Vilela quer os 40% de votos que Lula tem em Goiás? Se as respostas forem positivas, aí, nós do PT, vamos abrir conversações oficiais, com o objetivo de estabelecer uma aliança real. Uma coisa é certa: o PT não tem condições de fazer aliança com quem não contribuir para a montagem de um palanque para Lula em Goiás? O jogo está aberto: quem Daniel Vilela vai apoiar para presidente da República?”

E se Lula não disputar a reeleição, impedido pela Justiça? “Eleição sem Lula será uma fraude, um escândalo internacional. O Brasil não conseguirá explicar uma exclusão de Lula à comunidade internacional. Como um político que é apontado como chefe de quadrilha, por um juiz de primeira instância, lidera todas as pesquisas de intenção de voto em todo o país? O povo não acredita nas acusações e sugere que o ex-presidente está sendo perseguido.”

Retomando a questão de uma aliança com o PMDB: o PT conversa com Daniel Vilela? “No momento, não. Pessoalmente, portanto não como líder do partido, conversei com o deputado há algum tempo. O que posso dizer, depois de conversar com vários peemedebistas, é que o PMDB não vai abrir mão da cabeça de chapa. Vale lembrar que o PMDB sempre briga para fazer a chapa toda; conseguir uma vaga de vice numa chapa do peemedebismo não é nada fácil. O partido é grande, tem vários líderes. É praticamente certo que o PMDB não apoiará Ronaldo Caiado para governador, exceto se o senador se filiar ao partido, o que é improvável. Político escolado, Caiado conhece a história de Vanderlan Cardoso, Henrique Meirelles e Júnior Friboi. Filiaram-se ao PMDB para disputar o governo de Goiás, mas tiveram o tapete puxado e ficaram a ver navio.”

Quanto a Iris Rezende, “o PT não mantém contato algum”, afirma Luis Cesar. “Iris está sendo amplamente injusto nas críticas ao falecido Paulo Garcia, que, como prefeito de Goiânia, fez uma administração de qualidade e que começa a ser mais bem avaliada. As obras de Paulo Garcia estão aí e provam que foi um prefeito qualitativo. A Praça Cívica, com a intervenção de Paulo Garcia, ficou um primor. Mas Iris Rezende abandonou-a. Está lotada de moradores de rua e, sobretudo, de usuários de crack e outras drogas. Estive lá num domingo e percebi que as famílias estão visitando a praça. Mas, dada a qualidade de usuários de drogas, se isolam nos cantos da praça. Às vezes tentam fazer fotografias ao lado do monumento das Três Raças e da estátua de Pedro Ludovico, mas não conseguem. Iris Rezende, se quisesse, poderia colocar guardas municipais no local. O que se nota é o que prefeito não percebe a cidade. Iris Rezende é um prefeito ausente e está deixando a Praça Cívica ser degradada.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.