Cigano e comunista do PC do B chega ao poder em Goiás

Clementino Tiago da Silva assumiu a Prefeitura de Petrolina

O leitor certamente conhece o líder comunista Clementino Tiago da Silva. Claro que sim. Afinal, trata-se de um comandante do PCdoB que chegou ao poder com apoio do povo. Sim, com o mais refinado apoio popular, o voto livre e direto. E ele é um campeão de votos no território em que exerce a sua militância, como registra o Tribunal Regional Eleitoral. Como grande parte das lideranças comunistas, Clementino não alcançou o ápice da carreira como está registrado na Certidão de Nascimento, mas com um codinome: Cigano. Chega de mistério. Tiago Cigano é o atual prefeito de Petrolina, às margens da rodovia que liga Goiânia à BR 153, para quem passa por Nerópolis.

Não, Tiago Cigano não se elegeu para chefiar o Poder Executivo, mas o Legislativo. E, como tal, ganhou a vaga com a cassação da chapa vencedora em 2016, com Dalton Vieira (PP) na cabeça e Diano Duarte (Podemos, à época PTN) de vice. Para vereador, Cigano obteve 451 votos ou 6,84%. Para dar ideia do feito de Cigano, ele foi proporcionalmente mais bem votado que Jorge Kajuru: seus 37.796 votos representam 5,65%. Não se tem notícia de um comunista tão bem votado em Goiás, desde os tempos de Aldo Arantes com seus seguidos mandatos de deputado federal e Denise Carvalho na Assembleia. Detalhe: nenhum chegou nem perto de um índice tão alto.

A interinidade de Cigano na prefeitura termina ao ser substituído pelo eleito no domingo, 1 de outubro. Deve ser um alívio para ele: em Petrolina de Goiás, em Petrolina do Pernambuco ou em qualquer lugar do mundo, comunista é melhor fazendo revolução que administrando.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.