Há uma crise político-familiar em Pires do Rio, no Sudeste de Goiás. Há indícios de que o empresário Chico Tomazini opera para barrar a candidatura de sua mulher, a prefeita Cida Tomazini, à reeleição.

A prefeita lidera as pesquisas de intenção de voto, porém, a luz amarela está acesa, considerando que a gestão de Cida Tomazini, se não é mal avaliada, também não é vista como de excelência. Assim, a possibilidade de uma derrota não é pequena. Astuto e pragmático, Chico Tomazini quer evitá-la.

Hugo do Laticínio, pré-candidato a prefeito | Foto: Divulgação

Porém, com o apoio de uma grande base política, Cida Tomazini insiste que será candidata e que será reeleita. Há um fator a seu favor: o grupo não tem outro nome consistente para a disputa.

Hugo do Laticínio conseguiu a proeza de conquistar o comando do MDB, pelo qual será candidato a prefeito. Há um certo entusiasmo com seu nome na cidade.

Cida Tomazini ganhou, em 2020, porque os eleitores estavam desanimados com a prefeita Cleide do Gullas, que, usada para derrotar exatamente Cida Tomazini, fez uma gestão de baixa qualidade. A gestora não tinha experiência e deixou a administração da prefeitura nas mãos de terceiros, e foi um fracasso total.

 Com Hugo do Laticínio pode ser diferente, porque, sendo empresário, tem experiência em termos de gestão. Ele pode ser o instrumento para os eleitores derrotarem, mais uma vez, os poderosos Tomazini, que, de acordo com um ex-vereador, se comportam como “donos da cidade”. (E.F.B.)