Chefe da Secima exonera superintendente de Licenciamento Ambiental

Deputado diz que Hwaskar Fagundes exigiu o afastamento de Gabriela de Val Borges

Gabriela de Val Borges: ex-superintendente da Secima

A pedido do secretário das Cidades e Meio Ambiente, Hwaskar Fagundes exigiu e o governo do Estado exonerou a superintendente de Licenciamento Ambiental, a advogada Gabriela de Val Borges, na quarta-feira, 13.

Apontada como “altamente competente” — tem mestrado e doutorado na área ambiental —, Gabriela Borges recebe prefeitos, deputados e empresários para discutir as questões de sua área, o que teria desagradado o secretário.

Um deputado relata que Hwaskar Fagundes, tido como centralizador, teria exigido que deixasse de recebê-los, pois esta tarefa, tida como político-institucional, seria sua. A advogada discordou e o secretário teria dado um ultimato ao governador José Eliton (PSDB): “Ou ela ou eu”. Dada a aliança política com o deputado federal Heuler Cruvinel, do PP — que banca o secretário —, o governo optou por ficar com o empresário de Rio Verde. Consta que José Eliton tem apreço pela advogada.

Gabriela Borges faz um trabalho eminentemente técnico na Secima, mas também conta com apoio político. O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o deputado estadual Talles Barreto, o advogado Gáudio Fleury e o ex-governador Marconi Perillo têm apreço pela executiva. Dirigentes da Fieg e da Adial avaliam positivamente seu trabalho na Secima.

Deixe um comentário