Asmego repudia atentado a gabinete de magistrado em Iporá

Ataque representa intimidação ao juiz Wander Soares, no exercício de suas funções constitucionais, acabando por atingir toda a magistratura goiana

Wander Soares Fonseca é juiz 1

Carlos Alberto França

A Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego) vem a público, com indignação, repudiar ataque contra o gabinete do juiz de Direito Wander Soares Fonseca [foto], da 2ª Vara Cível e Criminal da comarca de Iporá. O magistrado teve sua sala invadida e incendiada. Informações levantadas pela perícia da Polícia Civil indicam que o evento criminoso ocorreu, aproximadamente, às 3 horas da madrugada deste domingo, 29.

Segundo os dados preliminares, o autor do delito utilizou-se da janela do gabinete para lançar produto inflamável nos armários. As chamas atingiram todo o cômodo, até o teto, alastrando-se para a sala de audiências. Equipamentos da comarca, como computadores, foram danificados e inúmeros processos queimados. O levantamento completo sobre o impacto do incêndio criminoso está em andamento.

A Asmego afirma que o ataque representa, para além de violação ao local de trabalho, intimidação ao juiz Wander Soares, no exercício de suas funções constitucionais, acabando por atingir toda a magistratura goiana. O ato é uma afronta ao Estado Democrático de Direito e causa danos ao Poder Judiciário, bem como a toda sociedade.

A associação, como integrante da Comissão Permanente de Segurança do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), esclarece que tem conhecimento das providências de segurança institucional que estão em curso. A Comissão para Assuntos Relativos à Segurança dos Magistrados da Asmego concluiu proposta de plano de segurança para o Poder Judiciário estadual, que será encaminhada ao TJGO.

Por fim, a Asmego coloca-se à disposição dos magistrados de Iporá: diretor do Foro, juiz João Geraldo Machado, juiz Samuel João Martins e, em especial, ao juiz atingido pelo ato, Wander Soares Fonseca, assim como de todos os seus associados.

Carlos Alberto França, desembargador, é presidente em exercício da Asmego.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.