Em Maurilândia, a oposição se une para enfrentar a prefeita e general eleitoral Edjane Alves de Almeida (PL), eleita em 2016 e reeleita em 2020. A prefeita quer emplacar seu vice na sucessão de 2024, Elder Alves de Sá (PL). Elder de Sá é um candidato forte, mas nas pesquisas aparece atrás do candidato da frente ampla de oposição. 

Nos últimos dias, o vice-presidente do MDB estadual, Manuel Cearense, costurou uma aliança em torno do nome do advogado Wanderval Martins (em migração para o MDB). Ele, que já foi vice-prefeito da própria Edjane Alves de Almeida em 2008, contará com o apoio do ex-nêmesis eleitoral: Raimundo Marinheiro (MDB), atualmente vereador no município.

Raimundo Marinheiro será vice na chapa de Wanderval Martins, mas ambos já foram adversários em duas ocasiões. A primeira, em 2008, quando Edjane e Wanderval Martins estavam unidos e venceram. A segunda foi quando Raimundo Marinheiro enfrentou Wanderval Martins em 2012 e ganhou as eleições para a Prefeitura da cidade por um mandato. Agora, ambos – Raimundo e Wanderval – se unem em uma chapa pura do MDB. 

(I.C.W)