Dilma Rousseff| Lula Marques/Agência PT
Dilma Rousseff| Lula Marques/Agência PT

A corrupção gerou uma crise moral que vai abalar o PT eleitoralmente. A baixa popularidade da presidente Dilma Rousseff — talvez incontornável — é um reflexo disso.

Porém, para a maioria das pessoas, a crise econômica, que está “roubando” empregos, é mais significativa do que a crise moral. Por isso, não se pode dizer que o PT está morto. O partido está baleado e, “internado” na UTI, corre risco de morte política.

Entretanto, se a economia melhorar entre 2017 e 2018, um político como Lula da Silva — se não for tragado pela Operação Lava Jato — será um candidato competitivo a presidente da República.