27 políticos que são os grandes vencedores de 2018

No topo da lista figuram Ronaldo Caiado, Vanderlan Cardoso, Jorge Kajuru, Delegado Waldir, Henrique César, Flávia Morais e Zacharias Calil

O Jornal Opção listou os 27 políticos mais bem-sucedidos — e não só eleitoralmente (ainda que a vitória nas urnas tenha sido decisiva na avaliação) — de 2018. O principal vitorioso é Ronaldo Caiado, do DEM, que foi eleito governador de Goiás e, além disso, retirou do poder o PSDB, que havia vinte anos mandava no Estado. O segundo grande vitorioso foi Vanderlan Cardoso, o mais bem votado para senador. Jorge Kajuru, mesmo com escassa experiência política, foi eleito senador, portanto é um dos grandes vencedores. A Assembleia de Deus logicamente não disputa eleições, mas saiu fortalecida, tornando-se quase um partido político no Estado. Vanderlan Cardoso, Luiz Carlos do Carmo — ambos senadores —, João Campos e Glaustin da Fokus, deputados federais, e Henrique César, deputado estadual, pertencem à Assembleia de Deus. Henrique César foi o deputado estadual mais bem votado. A lista está em ordem alfabética — e não em ordem de importância.

Prefeito de Catalão, Adib Elias: “Nem mesmo o prórprio governo sabe o tamanho do buraco que fez” | Foto: Y. Maeda

1 — Adib Elias — General eleitoral de Ronaldo Caiado, levando parte do MDB para sua campanha, mesmo sem disputar mandato, é um dos vencedores de 2018. Provou que tem força política e que transfere voto. Convocado para presidir a Agetop, afirma que vai ficar na Prefeitura de Catalão. Em 2022, daqui a quatro anos, deve ser candidato a senador ou a vice-governador. Do MDB.

Foto: Divulgação

2 — Adriana Accorsi — A deputada estadual escapou à debacle petista e foi reeleita, obtendo a quinta maior votação. É cotada para disputar a Prefeitura de Goiânia. Não é radical e é equilibrada. Do PT.

Foto: Divulgação

3 — Alexandre Baldy — Não disputou eleição, mas foi decisivo para eleger um senador, Vanderlan Cardoso (PP), e um deputado federal, Adriano do Baldy (PP). Ministro das Cidades, ficou com os louros e não absorveu desgaste do governo de Michel Temer. O novo governador de São Paulo, João Doria, o escolheu para ser secretário de Transportes — o que prova que se tornou um player político nacional. É um dos grandes vencedores de 2018, mesmo não tendo disputado eleição. Do PP.

Foto: Marcos Kennedy

4 — Álvaro Guimarães — Autêntico diplomata, dialoga com todas as forças políticas na Assembleia Legislativa. Ganhou triplamente: foi reeleito deputado estadual, derrotou Gugu Nader (PTB) e deve ser eleito presidente da Assembleia Legislativa. É do DEM.

Foto: arquivo

5 — Antônio Gomide — O PT moeu vários de seus candidatos. Mas o petista escapou do Armagedom. A Assembleia tem 41 deputados e ele foi o décimo mais votado, como 36.998 votos. É forte candidato a prefeito de Anápolis.

Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

6 — Célio Silveira — Basta dizer que foi o único político do PSDB eleito para deputado federal em 2018. Porque tem voo próprio e não depende das estruturas do partido. Deve deixar de ser tucano assim que sair a janela de mudança partidária ou pode se filiar a algum partido que surgir das fusões. O DEM quer conquistar seu passe. Assim como o PSL.

Deputado Delegado Waldir | Foto: Arquivo

7 — Delegado Waldir Soares — Foi o deputado federal mais bem votado em 2014 e em 2018. Na eleição deste ano, obteve 274.406 votos (9,05% dos votos válidos). Tem prestígio real junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro. É do PSL.

Diego Sorgatto: campeão de votos no Entorno de Brasília

8 — Diego Sorgatto — O deputado estadual escapou ao terremoto que praticamente destruiu o PSDB em Goiás e foi o quarto mais votado. É cotado para ser candidato a prefeito de Luziânia. Deve trocar o PSDB por outro partido.

Vereador Elias Vaz (PSB) | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

9 — Elias Vaz — O PSB só não “morreu” em Goiás porque o vereador foi eleito deputado federal. Ele é forte candidato a prefeito de Goiânia em 2020.

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

10 — Ernesto Roller — Não disputou eleição, mas contribuiu, de maneira decisiva, para levar parte do MDB a apoiar a candidatura de Ronaldo Caiado para governador. Indicado para a Secretaria de Governo, será homem-chave da gestão. Pode ser candidato a senador em 2022.

Foto: Divulgação

11 — Flávia Morais — Trata-se de um fenômeno político. É discreta em termos de aparições públicas, mas ativíssima no interior. Reeleita, com a segunda maior votação, a deputada federal é cotada inclusive para disputar a Prefeitura de Goiânia. Do PDT.

Foto: arquivo

12 — Francisco Júnior — Eleito deputado federal, é cotado para disputar a Prefeitura de Goiânia. Articulado, foi um dos políticos bem votados de 2018.

Glaustin da Fokus | Foto: Reprodução

13 — Glaustin da Fokus — Sexto mais votado para deputado federal, o empresário era desconhecido, em termos políticos. Bancado pela Assembleia de Deus, deixou para trás políticos mais experientes. Pode ser candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia. Do PSC.

Foto: Divulgação

14 — Gustavo Sebba — Escapou da hecatombe do PSDB e foi reeleito deputado estadual. Adib Elias, seu adversário político em Catalão, não conseguiu eleger deputado estadual. Pode ser candidato a prefeito de Catalão.

Foto: divulgação

15 — Henrique César — Integrante da Assembleia de Deus, foi eleito deputado estadual com a maior votação — 46.545 votos (1,51% dos votos válidos). Do PSC.

João Campos | Foto: Divulgação

16 — João Campos — Reeleito deputado federal, é candidato a presidente da Câmara dos Deputados — o que comprova sua força política. É um player político nacional. Do PRB.

Vereador Jorge Kajuru (PRP) | Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal de Goiânia

17 — Jorge Kajuru — É um dos maiores fenômenos eleitorais de 2018. Era vereador e foi eleito senador. Aparece nas pesquisas como favorito para a Prefeitura de Goiânia. Mas quer ficar em Brasília. PRP (Patriota).

Lincoln Tejota| Foto: Y. Maeda

18 — Lincoln Tejota — Era deputado estadual e se tornou vice-governador de Goiás. Articula com habilidade e sabe pressionar. É do Pros.

Luiz Carlos do Carmo | Foto: Arquivo

19 — Luiz Carlos do Carmo — Não disputou eleição, mas, com a vitória de Ronaldo Caiado para governador, assume, em janeiro, mandato de senador. Ganhou quatro anos em Brasília. Pertence ao grupo dos evangélicos da Assembleia de Deus. Do MDB.

Major Araújo | Foto: reprodução

20 — Major Araújo — Reeleito deputado estadual, é um crítico duro de seus adversários. Deve ser candidato a prefeito de Goiânia. Vai trocar o PRP pelo PSL.

Foto: Alego

21 — Paulo Cezar Martins — O deputado estadual é um fenômeno político. Mesmo com o MDB em baixa, foi o quarto mais votado em 2018.

Foto: Alexandre Tavares

22 — Romário Policarpo — Não disputou mandato em 2018. Mas, ao ser eleito presidente da Câmara, lutando bravamente contra o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, e os articuladores do governador Ronaldo Caiado, merece figurar na lista dos maiores vencedores deste ano. Do Pros.

Foto: Reprodução

23 — Ronaldo Caiado — Merece o título de maior vencedor da política de Goiás em 2018. O líder do DEM destronou o grupo do ex-governador Marconi Perillo, que estava no poder havia 20 anos, e foi eleito governador.

Vanderlan Cardoso | Foto: Jornal Opção

24 — Vanderlan Cardoso — Eleito senador mais vem votado de 2018, provou que tem força política. Cotado para disputar a Prefeitura de Goiânia, prefere permanecer em Brasília. Do PP.

Vinicius Cerqueira (Pros) | Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal

25 — Vinicius Cirqueira — Foi eleito vereador em 2016 e deputado estadual em 2018. Na Câmara Municipal, participou ativamente da articulação que levou Romário Policarpo a ser eleito presidente do Legislativo de Goiânia.

Virmondes Cruvinel PSDB | Foto: Divulgação

26 — Virmondes Cruvinel — O PPS praticamente foi soterrado em 2018. Mas o deputado estadual foi reeleito, com mais de 30 mil votos. Figura entre os possíveis candidatos a prefeito de Goiânia.

Zacharias Calil | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

27 — Zacharias Calil — Médico, fez uma campanha franciscana e, mesmo assim, foi o terceiro deputado federal mais bem votado em 2018. Pode disputar a Prefeitura de Goiânia. Do DEM.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.