Processo de compra da Covaxin, vacina sem comprovação de eficácia, foi três vezes mais rápida que da Pfizer

Processo de compra da Covaxin, vacina sem comprovação de eficácia, foi três vezes mais rápida que da Pfizer

O Itamaraty enviou a CPI da Covid, telegramas diplomáticos da Embaixada do Brasil em Nova Déli que comprovam que o governo brasileiro foi alertado várias vezes sobre a eficácia, segurança e o preço da vacina indiana, Covaxin. Contudo, mesmo rodeado de dúvidas, a negociação da compra da Covaxin levou apenas 97 dias, enquanto que a da Pfizer demorou cerca de 330 dias.