Anápolis não precisa ser isolada, diz prefeito Roberto Naves

Anápolis não precisa ser isolada, diz prefeito Roberto Naves

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves, salientou em entrevista a uma rádio anapolina que o momento é de contenção da pandemia do coronavírus. No entanto, salientou que o município não precisa ser isolada no momento, sobretudo pela ampliação de 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e baixa ocupação geral na cidade.

Naves salienta que Anápolis planejou todos os estágios possíveis, mas que depende do comportamento dos cidadãos, que devem respeitar os decretos. Ele afirmou que se os moradores evitarem aglomerações, usarem máscaras e as pessoas de risco ficarem em casa, “é o suficiente”.

Ressaltando o ponto de vista do estado, o prefeito de Anápolis afirma que são poucos os leitos em várias regiões de Goiás, como no Vale do Araguaia, ou na Região Norte. “Quando a gente pensa com a cabeça de prefeito de Anápolis, tendo feito todo o dever de casa: Anápolis não precisa fechar. Mas o governador tem motivos para estar preocupado com o estado como um todo”, aponta.

No entanto, ele vê a questão ser judicializada. Já que o governo estadual pode determinar medidas mais rígidas de contenção, enquanto o município, em outro decreto, pode permitir maior flexibilização.

“Estamos conversando com o governador e mostrando que Anápolis tem uma realidade diferente. Há necessidades, sim, de tratar esses diferentes com diferença. Então você vai fazer cidades que não tiveram contato com o vírus já sentindo o efeito do isolamento. Já que existe esse entendimento, que os poderes pudessem se unir para trabalhar dessa forma, para terem o mesmo discurso e mesma prática