Um governo social e para os goianos

Resultados mostram que, liderados por Ronaldo e Gracinha Caiado, Goiás tem gestão social e totalmente voltada para o bem da população

Secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos, e primeira-dama, Gracinha Caiado | Foto: Divulgação

Wellington Matos
Especial para o Jornal Opção

O ano de 2021 não foi fácil. Porém, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos, impossível não reconhecer e ter orgulho do trabalho realizado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e pela primeira-dama Gracinha Caiado. E exalto as ações sociais realizadas em todo o Estado, muitas delas sendo executadas pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS), em que sou titular desde março de 2021.

É preciso ressaltar que a gestão de Ronaldo Caiado é reconhecida, desde o seu início, por ser baseada em recuperar Goiás e entregar o Estado novamente aos goianos. Foram realizados ajustes fiscais, renegociações de dívidas e diversas outras ações que recuperaram as finanças. Inclusive, em dezembro foi assinada a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), sendo Goiás o único Estado que cumpriu as exigências do governo federal. Tal medida permitirá a implementação de políticas públicas ainda mais robustas em prol dos mais vulneráveis.

Todo o trabalho de ajuste fiscal da atual gestão possibilitou que, em 2021, o governo conseguisse investir fortemente em programas sociais. Além da SEDS, diversas secretarias participam da elaboração e execução destas ações, sempre com a liderança de Gracinha Caiado, que é presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS).

Esses programas sociais vêm auxiliando centenas de milhares de goianas e goianos, garantindo dignidade, segurança alimentar e movimentando a economia dos municípios.

Com a parceria da OVG e auxílio de gestores municipais, das primeiras-damas e dos trabalhadores sociais, foram entregues mais de 1 milhão de cestas básicas nos 246 municípios. O governo também fez o maior repasse do País na área da assistência social, sendo mais de R$ 33 milhões transferidos às prefeituras, verba que pôde ser utilizada na compra de alimentos.

Entre os programas sociais, um dos destaques é o Mães de Goiás, que concede auxílio no valor de 250 reais por mês a mães com filhos de até 6 anos em vulnerabilidade social. Até o fim de dezembro, 70 mil famílias já haviam sido beneficiadas, de um total de 100 mil.

O Programa Goiano de Dignidade Menstrual vai garantir absorventes gratuitamente a 146 mil mulheres em todo o Estado, sendo 5 mil especificamente pela SEDS. Já o Crédito Social, em parceria com as Secretarias da Retomada e da Agricultura, disponibiliza R$ 20 milhões para o auxílio na recuperação econômica, com suporte financeiro e profissionalizante a famílias vulneráveis que queiram e tenham aptidão para empreender.

O Aprendiz do Futuro selecionou 5 mil jovens nos 246 municípios de Goiás em 2021. Jovens que terão seu primeiro emprego, carteira assinada, vale alimentação e seguro de vida, entre outros benefícios. Nesta nova fase, o programa tem foco em tecnologia, alta performance e impacto social na vida dos participantes e suas famílias.

Na SEDS, foram diversas ações voltadas para a promoção da igualdade e garantia de direitos. Todas destinadas ao público-alvo da secretaria, que abrange idosos, pessoas com deficiência, crianças e adolescentes, mulheres, população LGBTQIA+, negros, comunidades tradicionais e a população em situação de vulnerabilidade e risco social.

Na Assistência Social, foram realizadas capacitações, apoio técnico e assessoramento aos municípios. A SEDS possui trabalhos voltados aos Direitos Humanos, como o Registro Civil, que emite certidões, gratuitamente. Há ainda a emissão do Passaporte do Idoso, o Passe Livre da Pessoa com Deficiência, a Carteira de Identificação do Autista e o Passe Livre Estudantil (PLE), dando direito a passagens de ônibus gratuitas para cada um desses públicos.

O governo, por meio da SEDS e de outras pastas, também realizou campanhas de combate à violência contra a mulher, ampliou a atuação do Centro de Referência Estadual da Igualdade (Crei) e criou, por meio da Polícia Civil do Estado de Goiás, o Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri), que tem apoio de servidores da secretaria.

São muitas pessoas trabalhando para garantir dignidade e um futuro melhor àqueles que estão em vulnerabilidade social. E os resultados mostram que, liderados por Ronaldo e Gracinha Caiado, Goiás tem um governo social e totalmente voltado para o bem dos goianos. E com gestão, integração dos atores que atuam no social e muito trabalho, tenho certeza que podemos acreditar que 2022 será um ano melhor para todos.

Wellington Matos é secretário de Estado de Desenvolvimento Social, economista e servidor efetivo do Governo do Estado de Goiás no cargo de Gestor de Planejamento e Orçamento.

Uma resposta para “Um governo social e para os goianos”

  1. Avatar JOELSON disse:

    INTERESSANTE COMO AS MATÉRIAS SÃO TENDENCIOSAS OU DE APOIO AO GOVERNO.IMAGINO QUE SÃO PAGOS PRA FALAR BEM DO GOVERNO E ATACAR OS NÃO FAVORÁVEIS.
    (DOS EDITORES DO SITE NADA A RECLAMAR DO GOVERNO ESTADUAL) {R$}

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.