Deputados derrubam veto e servidores do MP, TJ e Alego seguem fora do novo estatuto

Análise dos parlamentares era sobre negativas aos artigos que resguardam grupo de categorias das novas regras aprovadas no ano passado  

Foto: Lívia Barbosa | Jornal Opção

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) analisou nesta terça-feira, 3, o veto parcial da Governadoria à emendas aprovadas pela Casa ao Estatuto dos Servidores. Por unanimidade, com 29 votos contrários à negativa, os deputados estaduais decidiram pela manutenção dos artigos que excluem servidores do Ministério Público, Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa das novas regras do Estatuto.

Na justificativa do veto, o governo defendeu ser necessário o estabelecimento de regras iguais para todos os servidores do Estado. Entretanto, a decisão pela derrubada foi justificada pelo entendimento de que as categorias são regidas pelas respectivas Leis Orgânicas de cada órgão.

A governadoria argumenta, no entanto, que a autonomia administrativa e financeira não justificaria a exclusão das categorias do novo Estatuto.

“Tendo em conta a autonomia administrativa e financeira decorrente do comando constitucional. Contudo, a exclusão dos servidores dos quadros de apoio desses órgãos não se sustenta, mesmo diante da autonomia administrativa invocada pelo autor da emenda”, destaca trecho da justificativa do veto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.