Vereadores batem boca em audiência sobre concessão de serviços públicos

“Vira homem!”, disse o vereador Carlos Soares para Djalma Araújo

A Câmara Municipal de Goiânia foi palco de uma discussão calorosa entre vereadores. No auditório Jaime Câmara, os vereadores Carlos Soares (PT) e Djalma Araújo (Rede) protagonizaram uma discussão que terminou com ofensas. “Vira homem! Assuma o que você faz! Agora vir fazer discurso para a massa?”, questionou o petista.

Os vereadores estavam em uma audiência pública para discutir o projeto que fala de concessão de serviços públicos, dentre eles o serviço de coleta de lixo — o que fez os servidores da Comurg encherem o auditório.

A discussão começou depois de Djalma Araújo subir no palco para discursar contra o projeto. Matéria visa adequar o município a lei federal de 1995. Após discurso, Djalma rasgou o projeto e afirmou que estava ali defendendo os interesses dos servidores.

Em seguida, Carlos Soares se irritou com o recém filiado no Rede por dizer que o prefeito Paulo Garcia (PT) pretende privatizar os serviços da Comurg. “Djalma, faça o discurso correto. Fale a verdade para os trabalhadores. Terceirização é uma coisa, concessão é outra. Vem cá para ganhar voto, porque no dia de defender a Comurg o Clécio Alves e o Izídio estão lá! Agora você vem cá na hora e quer falar que é o salvador da pátria, mentira!”, disse o petista, que foi vaiado ao subir no palco.

Carlos Soares explicou ainda que não vai votar a favor do projeto se for para prejudicar os servidores. “Tem gente que vem aqui para fazer politicagem para vocês. Não podem aceitar virar massa de manobra”, disse o vereador sobre Djalma.

Quanto às críticas ao PT, feitas pelo vereador Djalma, Carlos Soares rebateu: “Você passou muitos anos no PT”, e ainda afirmou: “Assumo que sou o líder do prefeito, mas não voto projeto do prefeito para prejudicar a Comurg, e também não aceito ninguém vir aqui para tirar proveito de vocês, que estão trabalhando.”

Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.