Vereadora quer criar cadastro de empresas que realizam tratamento estético

Objetivo é melhorar a fiscalização e combater as clínicas clandestinas

Vereadora Sabrina Garcêz (PTB) | Foto: Arquivo

A vereadora Sabrina Garcêz (PTB) apresentou, na Câmara Municipal de Goiânia, uma proposta que prevê a criação de um cadastro dos estabelecimentos que realizam tratamentos estéticos e de embelezamento.

“Precisamos ter o controle dos ambientes que estão aptos a realizar esses procedimentos porque existem muitas clínicas clandestinas abrindo suas portas por aí e fazendo vítimas”.

Ao justificar o projeto, Sabrina cita uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) que aponta um crescimento de 12%, entre 2014 e 2017, nesses atendimentos. “Somente na aplicação de botox ou toxina botulínica a demanda cresceu 390% em dois anos. São mais de 80 mil cirurgias plásticas por mês no país. Desse total, 15 mil foram realizadas em Goiás. Muitos desses tratamentos não foram feitos por profissionais habilitados. É preciso um basta nesses aventureiros que colocam em risco a vida de pessoas”, defende.

De acordo com a matéria, caso o paciente necessite de atendimento médico depois de se submeter a algum tratamento estético, ele deverá informar o nome da clínica em que foi realizado o atendimento.

O projeto já foi protocolado na Casa e segue agora para análise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.