Vereador denuncia negociata na eleição da presidência da CEI do Transporte Público

Sargento Novandir acusou o presidente da comissão, Clécio Alves (PMDB), de acordar a relatoria com Anselmo Pereira (PSDB)

O clima pesou entre Sargento Novandir, Clécio Alves e Anselmo Pereira já na primeira reunião da CEI | Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

O vereador Sargento Novandir (PTN) denunciou, durante a sessão ordinária desta quinta-feira (23/3), as eleições para a presidência da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do Transporte Público, na primeira sessão do colegiado. Segundo ele, o vereador Clécio Alves (PMDB), eleito para a presidência, fez um acordo com Anselmo Pereira (PSDB) para que o tucano ficasse com a relatoria.

Segundo Novandir, o primeiro problema é que, até o início da votação, Anselmo nem sequer era candidato. Quando ela começou, no entanto, ele resolveu concorrer, o que, aponta, não poderia ter ocorrido. Em seguida, Clécio se absteve de votar para relator e, desse modo, Novandir foi eleito relator da CEI.

Em seguida, no entanto, Clécio teria conversado com Anselmo, que o informou quem venceria caso ele não votasse. O presidente da CEI voltou atrás na decisão de se abster e, então, optou pelo tucano. Além de Novandir, outros três parlamentares – Alysson Lima (PRB), Emilson Pereira (PTN) e Paulo Daher (DEM) – também querem a anulação da votação.

Em resposta, o presidente da Câmara, Andrey Azeredo (PMDB), disse que o tema não era assunto da Mesa e deveria ser solucionado dentro da própria comissão. Tanto Clécio quanto Anselmo negaram veementemente ter feito qualquer tipo de acordo. O presidente da CEI, inclusive, ameaçou renunciar caso fosse comprovado que houve irregularidade na eleição.

CEI do Transporte Coletivo

A CEI do Transporte Coletivo fez sua primeira reunião nesta quinta-feira (23/3), para definir seu presidente, vice e relator. Além de Clécio e Anselmo, escolhidos, respectivamente, para a presidência e relatoria, o vereador Paulo Daher (DEM) ficou na vice-presidência.

Completam a comissão os vereadores Vinícius Cirqueira (Pros), Sargento Novandir (PTN), GCM Romario Policarpo (PTC) e Alysson Lima (PRB). Emilson Pereira (PTN) é suplente de Romario, que está de licença médica e, por isso, participou da reunião.

Sugerida pelo vereador Clécio Alves no último dia 9 de fevereiro, o objetivo da comissão é apurar a situação do setor em Goiânia para levantar os principais problemas e propor soluções em forma de lei.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.