Unimed Goiânia está entre as dez melhores operadoras de planos de saúde do País

Operadora é a melhor avaliada em diversos indicadores da Agência Nacional de Saúde Suplementar

Foto: Reprodução

A Unimed obteve sua melhor nota no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), bem como a melhor classificação na faixa de Monitoramento de Garantia de Atendimento (Faixa Zero). Os indicativos colocam a Unimed Goiânia como campeã em qualidade e boas práticas no mercado brasileiro de saúde suplementar.

Vale lembrar que sete dentre as dez operadoras mais bem qualificadas no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) de 2018 são Unimeds. No topo do ranking se encontram as Unimeds de Goiânia, Belo Horizonte, Vales do Taquari e Rio Pardo, Santa Bárbara D’Oeste e Americana, Pato Branco, Encosta da Serra e Cascavel.

Em 2019, a Cooperativa alcançou sua melhor nota de todos os tempos (0,9701) no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar concedida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O resultado está muito acima da avaliação de operadoras concorrentes. A nota da Unimed Goiânia vem mantendo um padrão constante de crescimento, sempre na faixa 5 (a mais alta da avaliação).

“Saímos de 0,8725 na avaliação passada para 0,9701. Este é um grande salto de qualidade que demonstra a solidez e a estabilidade dos processos de melhoria da Cooperativa. Agradecemos imensamente o empenho de todos os setores da instituição e, especialmente, aos cooperados e às cooperadas, que permitiram o aperfeiçoamento do nosso desempenho. Isso nos consolida nossa liderança no setor de saúde suplementar”, destaca o presidente da Unimed Goiânia, Breno de Faria.

Entenda o IDSS

É um instrumento que permite a avaliação anual do desempenho das operadoras por meio de um conjunto de indicadores. Ele faz parte do Programa de Qualificação das Operadoras e é conduzido pela própria agência reguladora. As notas têm 5 faixas de variação: de 0 a 0,19; 0,2 a 0,39; 0,4 a 0,59; 0,6 a 0,79; 0,80 a 1 (nota máxima).

Para compor a nota, são avaliados diversos indicadores, distribuídos em quatro dimensões. São elas: Garantia de Acesso, Gestão de Processos e Regulação, Qualidade em Atenção à Saúde e Sustentabilidade no Mercado.

Atuação da ANS

A ANS monitora periodicamente as reclamações dos beneficiários dos planos de saúde. O monitoramento é feito por meio de um procedimento chamado “Notificação de Investigação Preliminar (NIP)”. O método permite que a agência reguladora possa mediar conflitos entre clientes e operadoras de planos de saúde, sejam profissionais da medicina ou odontologia, em casos de negativa de cobertura e outros.

Sempre que a operadora falha em encontrar soluções para as queixas, é registrada uma NIP e a mediação passa a ser feita pela ANS. Os resultados são divulgados trimestralmente, e as operadoras são classificadas em faixas.

A operadora que tem uma quantidade expressiva de NIPs pode ter parte — ou até a totalidade — de seus planos suspensos para comercialização durante três meses. Após esse período, é feita uma nova avaliação para a agência verificar se a operadora tomou medidas necessárias para melhorar o atendimento.

A Unimed Goiânia está classificada na faixa zero — melhor do ranking. Isso significa que a Cooperativa possui processos eficientes de solução de problemas e conflitos para acatar queixas e reclamações apresentadas. Veja:

Imagem ilustrativa

Estatísticas

A Unimed também é a única operadora de grande porte — acima de 300 mil pessoas beneficiárias — sem ter nenhuma NIP registrada. Atualmente, são 737 Operadoras de Planos de Assistência à Saúde (OPS) em atividade. Elas assistem um total de aproximadamente 47 milhões de beneficiários.

Do total, apenas 10% delas — 74 — são de grande porte e possuem mais de 100 mil inscritos e responsáveis pela assistência de 70% do total de usuários e usuárias da saúde suplementar. Das OPS de grande porte, 47% (35) fazem parte do Sistema Unimed. Dessas, 17% (6) ficaram situadas na Faixa Zero da Garantia de Atendimento. Uma delas é a Unimed Goiânia cuja carteira atual de clientes é de 342.628 pessoas. Essa é a dimensão do universo no qual a Cooperativa se destaca.

“Parabéns aos cooperados e às cooperadas pela qualidade da assistência prestada em todos os níveis e aos colaboradores e colaboradoras pela eficiência dos processos de resolução de conflitos, dedicação e pelo respeito no acolhimento das manifestações que nos chegam. Saber ouvir é uma qualidade humana importante para colaborar na solução de problemas. Essa postura evita, inclusive, a judicialização da saúde”, afirma o presidente.

A Unimed

Criada em 1978, a Unimed Goiânia é constituída de mais de 2800 médicos cooperados, responsáveis pela assistência à saúde de mais de 342 mil beneficiários. Ela representa o maior sistema cooperativo de saúde do mundo e conta com 52 anos de atuação no mercado de saúde suplementar.

A marca nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP), em 1967, e hoje é composta por 344 cooperativas médicas, com assistência para cerca de 18 milhões de beneficiários em todo País. Entusiasta do movimento SomosCoop, da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Unimed conta com mais de 115 mil médicos, 120 hospitais próprios e 2.506 hospitais credenciados, além de pronto-atendimentos, laboratórios e ambulâncias para garantir a qualidade da assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar prestada aos beneficiários das cooperativas.

A marca é ratificada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) como de alto renome por seu grande nível de conhecimento pelo público, autoridade incontestável e fama que ultrapassa os limites do segmento.

Ainda de acordo com o diretor-presidente da Unimed, Breno Álvares de Faria Pereira, essa divulgação é fruto de monitoramento da ANS, agencia que assim como a Anatel tem alto nível de exigência. “Todas as operadoras, das maiores às menores são monitoradas e as notas observam parâmetros de todas as partes da operadora, como o balanço de Saúde Econômica Financeira, que avalia a capacidade de gestão, são itens que não são passíveis de maquiagem. Esse comitê nada mais fez que monitorar”, explica.

“É muito mais complexo ter notas altas em Goiânia, que é uma unidade de grande porte do que em outras de menor porte. Com base nesses índices, Goiânia ficou entre as 10 melhores (9º lugar). Entre as Unimed que tem mais de 100 mil usuários Goiânia é a terceira em nível nacional”, afirma Breno. “A agência reguladora é a mais exigente no sentido de cobranças. Isso nos deixa com orgulho, pelo trabalho conjunto que vem sendo construído ao longo dos anos”, complementa.

Por fim, o presidente da Unimed atribui esse resultado a um trabalho coletivo. “Nós estamos muito preocupados com a gestão, com os detalhes de operação, série de ações que contribuem para o melhor da gestão. Pretendemos continuar trabalhando com a solidificação entre os controles de riscos”, conclui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.