UniAnhaguera aumenta em 25% o valor de disciplinas reprovadas e alunos reclamam

Universidade afirma que resolução visa à melhoria do ensino da instituição. Discentes afirmam que há prejuízos para a comunidade estudantil e pedem revogação

Foto: Reprodução

Alunos do Centro Universitário de Goiás – UniAnhaguera se organizam nesta quinta-feira, 28, em protesto contra uma resolução publicada pela instituição que prevê aumento de 25% sobre disciplinas que os estudantes tenham que pegar pela segunda vez, em caso de reprovações. Segundo a instituição, a medida acompanha a tendência nacional e preza pela cobrança de empenho junto à atividade acadêmica proposta em cada matéria.

Apesar disso, estudantes afirmam que há prejuízo para a comunidade discente já matriculada. O estudante do curso de Direito Emival Junior destaca que alunos veteranos sairiam com o maior prejuízo, já que os contratos assinados no início das graduações não previam a cláusula. Sobre a justificativa da universidade quanto a cobrança por empenho nas disciplinas, Emival concorda, mas pondera:

“Eu acredito que há outras formas de desenvolver maior aproveitamento. Hoje quem consegue formar no Ensino Superior em quatro ou cinco anos é exceção. Na UniAnhaguera nós temos uma maioria de estudantes que também são trabalhadores, a reprovação por motivos diversos é por vezes incontrolável”, defende Emival.

O que diz a Universidade

Ao Jornal Opção, a pró-reitora de Ensino Presencial, Isivone Pereira Chaves, chama atenção para o caráter disciplinar da resolução. Segundo ela, exceto no caso de reprovações, os discentes não terão acréscimo de valores da mensalidade de disciplinas. “Estamos trabalhando para alavancar a qualidade da instituição”, defende a pró-reitora. Ainda segundo Isivone, a universidade está disposta a manter diálogo com os estudantes.

Já segundo Emival, o caminho proposto pela comunidade estudantil, que organiza abaixo-assinado com mais de 200 assinaturas, é a revogação da resolução, de forma a adequar o texto retirando os alunos veteranos da possibilidade de aumento de 25%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.