Tribuna Livre da Câmara de Goiânia foi marcada pelo enaltecimento a Juscelino Kubitschek

Comenda em homenagem ao presidente é criada para ser oferecida anualmente a quatro personalidades que trabalham em prol do desenvolvimento da cidade

Parlamentares e representantes da UFG durante criação de Comanda Juscelino Kubitschek | Foto: Matheus/Câmara Municipal de Goiânia

Após pouco mais de uma hora, sessão plenária da Câmara Municipal de Goiânia foi suspensa para a recepção de convidados durante a tribuna livre, que foi dividida em dois momentos: a instituição da Comenda Juscelino Kubitscheck e a presença da presidente nacional do PMB, Suêd Haidar. No primeiro momento, estiveram presentes o reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira e outros representantes da UFG.

A comenda Juscelino Kubitschek, criada por meio dos vereadores Anselmo Pereira (MDB), Aava Santiago (PSDB) e Mauro Rubem (PT), será então oferecida anualmente a quatro personalidades que trabalham em prol do desenvolvimento da capital goiana. Representante da UFG, o primeiro a discursar foi o professor Breno Mendes, que falou sobre a importância histórica do ex-presidente.

“Os homens passam, as obras ficam. As pessoas passam, as instituições ficam. Acredito que o próprio Juscelino estaria de acordo com esse princípio, já que em em de seus discursos da campanha presidencial de 1955 afirmou que “a democracia não é um dom de ninguém, não é favor de ninguém, não é um bem arrendado que possa ser revertido ao seu dono””, pontuou.

Além disso, Breno ainda incentivou o exercício do trabalho de consciência histórica, com o olhar ao passado para abrir o horizonte de expectativas de futuro. Em concordância, o vereador Anselmo afirmou que assim como “João Goulart está para o Brasil, como Juscelino Kubitschek esteve para Goiás. Mais do que nunca a liberdade se faz necessária nessa cidade e nesse país”.

Promotor e presidente do Instituto Histórico-Geográfico de Goiás (IHGG), Jales Mendonça, e o reitor da UFG, Edward Madureira, também registram relevância de Juscelino Kubitschek para Goiás. “Filho de professora, JK permitiu a existência da mais importante instituição de ensino superior, pesquisa e extensão do Centro-Oeste, a UFG. Ele criou várias universidades federais que hoje permitem com que enfrentemos a pandemia, através da formação dos recursos humanos ao Sistema Único de Saúde (SUS) e toda a base da ciência brasileira”, disse o reitor.

Durante a tribuna livre, os vereadores Mauro Rubem (PT) e Aava Santiago (PSDB) também se manifestaram acerca do impacto do presidente no estado. Ao final, os três parlamentares que idealizaram o projeto que institui a comenda e outros vereadores assinaram a matéria.

Convidada pelo vereador e líder do partido pastor Wilson (PMB) para marcar presença no plenário na manhã desta terça, presidente nacional do PMB, Suêd Haidar também iniciou sua fala realizando uma homenagem ao ex-presidente do Brasil, JK.

“Hoje se busca a história verdadeira do nosso país e do nosso grande estadista que foi Juscelino Kubitschek, e que será no coração e na mente de cada brasileiro, homem e mulher, que tiveram a oportunidade de fazer escola de política e conhecer a história de construção e reconstrução do Brasil”, opinou. Haidar ainda lamentou o sucateamento das universidades públicas e defendeu a eleição de pessoas comprometidas com a construção dessas áreas no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.