“Trabalho para que o DEM fique dentro da base”, defende Helio de Sousa

Deputado estadual pondera, entretanto, que a decisão será tomada em convenção partidária

Deputado estadual Helio de Sousa | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Deputado estadual Helio de Sousa | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Para o deputado Helio de Sousa (DEM), o caminho natural de composição do partido para ter espaço numa chapa majoritária é com a base governista. De acordo com o democrata, essa posição se deve ao fato de a legenda ter estado sempre ao lado das gestões marconistas e por isso também fazer parte do chamado tempo novo.

“Minha posição é definida. Trabalho para que o DEM fique dentro da base, é esse o caminho natural”, disse ao Jornal Opção Online, pontuando que até uma candidatura solo de Caiado, como cogitada pelo presidente do PSDB, Paulo de Jesus, em conversa com a reportagem, foge da normalidade esperada pela maioria dos democratas.

Presidente da sigla em Goiás, o deputado federal Ronando Caiado colou-se como pré-candidato ao Senado, mas tem evitado sinalizar qualquer definição partidária antes das convenções. O democrata mudou o rumo da pré-candidatura depois de ver seu plano de candidatar-se ao governo de Goiás cair por terra com a ida de Marina Silva para o PSB.

“O que temos conversado dentro do DEM e com o próprio Caiado é que valerá a decisão da convenção”, pondera Helio de Sousa. Questionado sobre a aventada possibilidade de Ronaldo Caiado vir a compor com a oposição, visto que já houve certa aproximação com o PMDB por meio de conversa com Iris Rezende, o parlamentar disse desconhecer essa ou qualquer outra conversa. Caiado desconversa sobre o diálogo com o líder peemedebista. “Foi conversa política, não teve nada de muito importante”, diz.

Disputa “pedreira”

Ronaldo Caiado marcou presença na última quinta-feira (15/5) em evento do Solidariedade que reuniu os postulantes ao governo de Goiás Júnior Friboi (PMDB), Antônio Gomide (PT) e Armando Vergílio (SDD). Ao discursar o democrata reforçou que a convenção do DEM trará a decisão a ser acatada por ele, tendo admitido que a disputa pelo Senado neste ano será uma “pedreira”. Um voo solo, como começa a ser aventado, tornaria ainda mais difícil a perspectiva de assumir uma cadeira no Senado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.