TJGO repudia ‘matéria sensacionalista’ e diz que tribunal não é alvo da Folha de São Paulo

Blog divulgou que Tribunal de Justiça de Goiás seria alvo de reportagem investigativa do jornal

Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) divulgou esclarecimento sobre o que chamou de “matéria sensacionalista”, divulgada pelo blog de Cleuber Carlos, indicando que o tribunal seria alvo de matéria da Folha de São Paulo.

Segundo o blog, a Folha de São Paulo estaria preparando uma reportagem bomba sobre o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. “A reportagem detalha um esquema de tráfico de influência entre advogados, juízes e desembargadores, com conivência da presidência e corregedoria do TJGO”.

O tribunal entrou em contato com o repórter Alex Sabino, que em conjunto com Diego Garcia, está a frente da apuração feita pela Folha de São Paulo,e esclareceu que o foco da matéria não é o Judiciário, mas acerca da divergência entre as partes, num processo judicial.

“Em e-mail enviado no dia 30 de março, o jornalista da Folha nos pediu esclarecimentos sobre o assunto, ao que respondemos depois de contatos com os juízes responsáveis pelos processos. No entanto, o pedido de resposta da Folha não envolve a Presidência do TJGO, nem a Corregedoria, como foi erroneamente divulgado no blog de Cleuber Carlos, que afirmou que havia “conivência” desses dois órgãos”, afirmou o TJGO.

Clipping

O TJGO também fez um esclarecimento sobre o funcionamento do Clipping que, “nada mais é que o monitoramento, análise e arquivamento de menções feitas na mídia a uma determinada marca, empresa ou instituição. Seu envio se restringe apenas ao público interno.  No nosso caso, enviado apenas para os magistrados”, explicou.

O órgão disse ainda que, por meio do clipping, é possível descobrir o que as pessoas pensam e falam sobre o Poder Judiciário e seus magistrados, antecipar-se a problemas, detectar focos de crise, controlar a própria reputação na mídia e mensurar os resultados dos esforços de comunicação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ERNANDO RODRIGUES DOS SANTOS

Novidade !!!

Pablo

Infelizmente nosso judiciário está cada vez mais bagunçado!