The Guardian, jornal da Inglaterra, diz que Bolsonaro é perigoso e cita Caiado

O jornal britânico critica Bolsonaro, por desrespeitar a quarentena e cita o governador goiano positivamente

“The Guardian” (edição de terça-feira, 31), um dos mais influentes jornais da Inglaterra e do mundo, publicou um editorial duríssimo sobre o presidente da República do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, sob o título de “A visão do The Guardian sobre Bolsonaro: um perigo para os brasileiros”.

O editorial sublinha que os brasileiros estão em isolamento, que os governadores impuseram quarentenas rigorosas e, enquanto isso, um cidadão desrespeita as restrições e sai para passear no mercado local (de Brasília). O cidadão, frisa o jornal, é o presidente da República — o que torna sua atitude ainda mais grave.

O jornal — que divulgou os casos WikeLeaks e Edward Snowden — relata que Bolsonaro se referiu à Covid-19 — provocada pelo novo coronavírus — como uma “gripezinha” e que é preciso enfrentá-la “como homens e não como moleques”.

Um trecho do editorial menciona o governador de Goiás, Ronaldo Caiado: “Ex-aliados estão finalmente criticando seu comportamento. Ronaldo Caiado, governador de direita do Estado de Goiás, cortou relações com o presidente na semana passada, descrevendo seu comportamento como espantoso, terrível, apavorante”.

O gestor de Goiás é apresentado como “correto” e o gestor do Brasil como um perigo para os brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.