Suposto serial killer é indiciado por morte de morador de rua

Já são 26 inquéritos em andamento na Justiça contra Tiago Henrique Gomes da Rocha

A Polícia Civil concluiu mais um inquérito contra o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, que confessou ter cometido ao menos 29 homicídios em Goiânia. O novo caso envolve a morte do morador de rua Wesley Alves Guimarães, de 39 anos.

A informação foi repassada à imprensa pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, nesta terça-feira (5/5), durante realização de audiências referentes a outros dois casos envolvendo o suposto serial killer.

Wesley foi morto no dia 9 de fevereiro de 2013, enquanto dormia sob a marquise de uma loja na Avenida C-4, no Jardim América. Conforme informações da polícia, ele era doente mental e foi morto em meio à onda de assassinatos contra moradores de rua em Goiânia. Ao contrário das outras vítimas, Wesley não era usuário de crack e não tinha dívidas com traficantes.

Com o indiciamento, já são 26 inquéritos em andamento na Justiça contra o suposto serial killer. O caso ainda passará por vistas do Ministério Público de Goiás (MPGO), que pode pedir o arquivamento do inquérito ou oferecer nova denúncia, iniciando mais uma atividade penal contra o acusado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.