Suposta fraude em licitação de agências de publicidade em Goiânia ganha repercussão nacional

Anúncio em jornal da Capital, com texto cifrado, antecipava o resultado do processo que ainda estava em andamento

Foto: Reprodução

O jornal Folha de São Paulo publicou, nesta quinta-feira, 8, caso que tem sido abordado pelo Jornal Opção sobre suposta fraude em licitação de agências de publicidade na Prefeitura de Goiânia. Um anúncio em jornal da Capital, com texto cifrado, antecipava o resultado do processo que ainda estava em andamento. 

“Aos Comandantes de Gyn. Propagandeia que sua Casa Brasil estará quase Full e cheia de Stylus. Pode ser que um convidado mude mas permaneça cheia e estilosa”, dizia a mensagem publicada no dia 21 de março deste ano. O resultado do certame, no entanto, só foi publicado no dia 18 de junho, dando vitória às agências Stylus Propaganda, Full Propaganda e Casa Brasil Comunicação.

“Sabem de quem é a empresa Stylus? Hamilton Carneiro, amigo histórico do prefeito Iris.  A Full Propaganda tem em seu contrato social o nome da esposa do Braga (Jorcelino Braga, presidente estadual do Patriota), que inclusive era um dos mentores da campanha do prefeito Iris. E a Casa Brasil? Ela fez a campanha de vereadores ligados ao prefeito. Quantas coincidências né?”, denunciou a vereadora Sabrina Garcêz à época. 

Investigação

A Folha de São Paulo mostra esses fatos e o inquérito instaurado pelo Ministério Público para apurar a denúncia. Ao Jornal Opção, a advogada do Sindicato das Agências de Propaganda de Goiás (Sinapro), Luciana Bufáiçal, que é autor da representação no MP, explicou que, além do anúncio, os critérios utilizados na licitação também podem ser indícios de fraudes.

Isso, porque, segundo mostra o relatório da licitação, as servidoras responsáveis por avaliar as postulantes utilizaram de critérios subjetivos, que iam além daqueles determinados no edital. 

À Folha de São Paulo, a prefeitura de Goiânia disse que já forneceu ao MP-GO cópia integral dos procedimentos administrativos utilizados no processo. A Full Propaganda disse que está há mais de 15 anos no mercado e que trabalhou durante semanas para apresentar trabalho de alta qualidade técnica.

A Stylus destacou suas premiações e disse que as mensagens cifradas são artifícios comuns para dispersar concorrências que não apresentem resultado esperado. A Casa Brasil não respondeu.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.