Suíço morador de Goianésia é executado por dívida de R$ 12 mil

Crime aconteceu em uma rodovia após Aristo Deliyannidis tentar fugir de seu sequestrador. Suspeito de 27 anos confessou o homicídio

Aristo Deliyannidis tinha 59 anos e vivia em Goianésia | Foto: Reprodução

Aristo Deliyannidis, um suíço de 59 anos que vivia em Goianésia, foi sequestrado e morto por uma suposta dívida de R$ 12 mil. O crime aconteceu nesta sexta-feira, 22. Um homem de 27 anos foi preso em flagrante e confessou o crime. 

Segundo informações da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), uma equipe do Batalhão Rural da PM fazia patrulha em uma propriedade próxima ao local do crime e ouviu os disparos. Aristo Deliyannidis foi atingido por três tiros na cabeça e chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. 

O suspeito relatou aos policiais que rendeu o suíço e o obrigou a entrar no próprio carro, alegando que o levaria para Anápolis para cobrar a dívida. Segundo a narrativa, eles viajavam de Goianésia até Anápolis por uma estradas vicinais para escapar de barreiras policiais, quando Aristo Deliyannidis conseguiu puxar o freio de mão e fazer o carro bater em um barranco. 

Aristo Deliyannidis tentou fugir, segundo o que consta na ocorrência, mas foi baleado. O suspeito foi encontrado numa mata, tentando fugir dos policiais. Ele chegou a apontar a arma e efetuar alguns disparos contra a equipe da PM, mas acabou se entregando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.