STF abre inquérito para apurar conduta de ministro da Saúde no colapso em Manaus

Foi relatada omissão de Eduardo Pazuello e de seus auxiliares

O Supremo Tribunal Federal (STF), atendendo ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), abriu nesta segunda-feira, 25, um inquérito para apurar a conduta do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em relação ao colapso da saúde pública em Manaus. 

Foi relatada a omissão de Pazuello e de seus auxiliares. O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que o pedido feito pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, atende aos requisitos legais e determinou a abertura do inquérito, que deverá ser concluído em 60 dias pela Polícia Federal (PF). 

“Assim, atendidos os pressupostos constitucionais, legais e regimentais, determino o encaminhamento destes autos à Polícia Federal para a instauração de inquérito, a ser concluído em 60 (sessenta) dias, conforme requerido pelo Procurador-Geral da República, ouvindo-se o ministro de Estado da Saúde”, decidiu. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.