Situação do PP em Goiás segue indefinida

Reunião na noite da última quarta-feira, em Brasília, não teve melhor clima. Consenso ainda está longe de ser alcançado

O PP parece estar longe de chegar a um consenso de como deve seguir o partido em Goiás neste ano.

Se antes parecia tudo certo para que o senador Wilder Morais (PP) ficasse na liderança do partido, agora é provável que o parlamentar, sem a garantia de espaço na chapa governista ou de permanecer no comando da sigla após dissolução da comissão provisória, até mesmo saia da legenda.

O presidente da executiva nacional do PP, o senador Ciro Nogueira, o deputado federal Roberto Balestra, o senador Wilder Morais e o ministro Alexandre Baldy se reuniram na noite da última quarta-feira, em Brasília, para discutir a atual situação do partido.

O encontro não teve o melhor clima. De lá, saíram do jeito que entraram. “Não ficou nada acertado, falamos sobre política regional, mas tudo permanece na mesma”, declarou à reportagem o deputado federal Roberto Balestra.

Uma nova reunião está marcado para a próxima semana.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.