Sistema Mauro Borges pode evitar racionamento durante seca do mês de setembro em Goiânia

De acordo com secretário Vilmar Rocha, a previsão de chuvas é apenas a partir de 30 de setembro, e data ainda pode atrasar

Vilmar Rocha, secretário estadual de Meio Ambiente (Secima) | Foto: Jornal Opção

Uma das obras mais complexas e estratégicas do governo estadual, o Sistema Produtor Mauro Borges pode evitar o racionamento na cidade de Goiânia no mês de setembro, período sem previsão de chuvas.

De acordo com Vilmar Rocha, secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Cidades, Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos (Secima), “a severa e forte fiscalização na bacia do meia ponte e o funcionamento do Sistema Mauro Borges” irão evitar a falta de água na capital.

De acordo com o secretário, há previsão de chuva apenas a partir do dia 30 de setembro, sendo que a data pode vir ainda com atraso. Segundo ele, por isso “setembro é um mês crítico”.

O Sistema Mauro Borges está previsto para entrar em funcionamento a partir do dia 19 deste mês, e irá trazer água da represa João Leite para abastecimento de Goiânia. “O que vai aliviar a captação do Meia Ponte”, esclareceu Vilmar Rocha.

De acordo com o secretário, serão feitas ainda campanhas de conscientização para que a população não desperdice água. Ele ainda admitiu que empresas privadas podem ter reduzida a outorga de captação do Meia Ponte.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

JAIR WELLINGTON

Quando iniciaram a construção desse sistema, disseram que garantiria fornecimento de água até 2022. Vai chegar 2022, e ainda nem vai estar funcionando. Governo ineficiente

Marcelo

Há mais de 30 anos, deu-se o início desse projeto… até hoje, nada.