Sindpit-dog promove doação de mais de 1.600 sanduíches em homenagem ao aniversário de Goiânia

Ação já ocorre há seis anos. Número de lanches doados corresponde ao número de pit-dogs abertos na Capital

Pit-dog em Goiânia | Foto: divulgação

No último dia 8 de outubro, os pit-dogs foram declarados patrimônio cultural imaterial da gastronomia e cultura goiana. O texto, de autoria da deputada estadual Adriana Accorsi (PT), foi sancionado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), e garante para mais de 1.600 estabelecimentos da Capital sua existência, ameaçada no início deste ano, quando o Ministério Público pediu anulação das concessões dessas lanchonetes e pediu seu fechamento.

Este símbolo da cultura e da gastronomia goianiense irá promover no próximo dia 28 de outubro, doação de 1.602 sanduíches na Capital. A ação do SindPit-dog é em comemoração ao aniversário de 87 anos de Goiânia e já acontece há seis anos, conforme explica o presidente do sindicato, Ademildo de Godoy, ao Jornal Opção.

“Todo ano no aniversário de Goiânia fazemos essas doações. Fazemos há seis anos seguidos. Agora,  este número simboliza todos os 1.602 pit-dogs que queremos legalizar em Goiânia”, explica.

Ainda não foram definidos quem receberão as doações, mas o Sindpit-dog já tem uma ideia de onde pretende direcionar a boa-ação. “O público-alvo é hospital, como forma de reconhecimento durante esse período de luta na pandemia; comunidades carentes, estamos buscando entidade credenciada, reconhecida como entidade social para ajudar. Vamos atender no Senador Canedo e Aparecida”, contou.

Para a produção dos amados sanduíches, típicos de Goiânia, o sindicato irá contar com doações das lanchonetes. “Cada ação que fazemos, procuramos pit-dogs. São vários. Estamos pegando doações, 50 de um, 100 de outro, 200 de outro”, afirmou Ademildo.

“Já demos para moradores de rua, trabalhadores da saúde e comunidades e crianças carentes. Também já realizamos parceria com a Infraero e outra com o Jardim Cerrado”, lembrou das edições anteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.