Sindipúblico cobra governo por falta de cronograma de pagamento

Segundo o presidente da entidade, servidores não foram informados sobre quando será paga a folha de junho nem o remanescente de dezembro

Nylo Sérgio, presidente do Sindipúblico. Foto: Divulgação

O telefone do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipúblico) não parou de tocar durante todo o dia nesta sexta-feira, 28. De acordo com o presidente da entidade, Nylo Sérgio Nogueira Júnior, eram servidores do governo em busca de uma informação: quando sairá o pagamento do salário referente a junho. Sem resposta do governo, o sindicato não pode, até agora, dar a resposta esperada.

“Não temos um cronograma oficial de pagamento. O governador do Estado [Ronaldo Caiado] não está cumprindo com sua palavra”, diz Nylo Sérgio. O sindicalista lembra que havia o compromisso do governo de pagar ao menos parte dos servidores no mês trabalhado, além de divulgação da data de pagamento integral da folha e dos salários de dezembro que ainda não foram pagos. “O Sindipúblico repudia mais uma vez a falta de compromisso do governo com o servidor”, afirma.

Nylo Sérgio cobra, ainda, o cumprimento da data-base, que teria de incidir na folha de maio, portanto, teria de ter sido quitada no dia 10 de junho. De acordo com a legislação, a data-base tem de cobrir, anualmente, as perdas inflacionárias. “Já entramos com medida judicial para garantir esse direito. Mas, até agora, o governo não se posicionou”, critica o presidente do Sindipúblico.

O Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria da Economia por diversas vezes nesta sexta-feira, em busca de informações sobre o cronograma de pagamento. Mas, até o momento, não obteve qualquer esclarecimento.

3 respostas para “Sindipúblico cobra governo por falta de cronograma de pagamento”

  1. Avatar Augusto Pereira de Mattos disse:

    Todos tem despesas a pagar , esperamos uma palavra do Governo, para o pagamento,

  2. Avatar Jonas santos disse:

    pergunta o governador se ele está SEM dinheiro para se alimentar???

  3. Avatar Maria Lúcia Medina da Silva disse:

    O governador pelo que podemos constatar está preocupado com o pagamento do judiciário. O pagamento de dezembro, a data-base dos servidores não são relevantes. Ele não tem perdas inflacionárias, não tem constas a pagar, o sindicado precisa pressioná-lo a dar resposta convincente e não deixá-lo a seu talante .o descumprimento da ordem legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.