Sindicato pede retorno das feiras especiais em Goiânia e Aparecida: “Alguns já estão passando fome”

Ofícios foram encaminhados também ao governo do Estado. Nele, profissionais ressaltam as dificuldades enfrentadas pelos feirantes devido as medidas de isolamento

O presidente do Sindicato dos Feirantes e Vendedores Ambulantes do Estado de Goiás (Sindifeirante-GO), Wellington Mendanha, divulgou um comunicado onde informa ter protocolado um ofício junto ao governo do Estado, prefeitura de Goiânia e prefeitura de Aparecida. Nele, Mendanha, em nome de todos os profissionais deste seguimento, solicita soluções emergenciais para feiras especiais no Estado.

Segundo o presidente, os documentos pontuam as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores devido as medidas adotadas para enfrentamento do coronavírus (Covid-19) em Goiás.

À reportagem, o sindicato informou que muitos de seus profissionais já enfrentam uma grande dificuldade. “Alguns já estão passando fome. Temos recebido diversas reclamações e precisamos de uma resposta urgente por parte das autoridades. Não sabemos quanto tempo mais as pessoas conseguirão sobreviver sem os seus negócios”.

O Sindifeirante-GO disse ainda que, caso não haja um retorno imediato por parte dos Poderes, o caso será levado à Justiça. “Por enquanto estamos tentando resolver de maneira amigável, mas se não tivermos sucesso nesse diálogo com certeza iremos ingressar com uma ação”.

Entre as feiras especiais, representadas pelo sindicato, estão a feira do sol e da lua. Ambas reúnem uma grande quantidade de pessoas e permeiam entre as feiras livres de grande destaque realizadas na capital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.