Setor Campinas pode passar por revitalização urbana e funcional

Projeto de lei do vereador Jorge Kajuru quer restaurar patrimônio histórico, artístico e arquitetônico da região, entre outras medidas

Foto: Google Earth

O vereador Jorge Kajuru (PRP) apresentou nesta seana projeto de lei que institui o “Programa de Revitalização Urbana e Funcional do setor Campinas”. A medida, que seria desenvolvida pela administração municipal, visa o resgate da qualidade de vida na região.

O programa deverá contemplar ações de restauração do patrimônio histórico, artístico e arquitetônico; qualificação do mobiliário urbano e dos equipamentos sociais; reorganização da malha viária e também do transporte público; revitalização, conservação e limpeza de vias, prédios e áreas públicas; ampliação da oferta de vagas de estacionamento e estímulo ao desenvolvimento de atividades comerciais e prestadoras de serviços.

O projeto propõe ainda a execução de projetos de acessibilidade; organização das atividades comerciais, melhorias na iluminação e segurança; recuperação de calçadas, promoção de incentivos fiscais e outras formas de estímulo à participação da iniciativa privada, além de planos de incentivo à cultura, lazer e turismo na região.

De acordo com a proposta, para viabilizar as ações, o Paço poderá promover convênios e parcerias com entidades e empresas privadas, universidades, moradores e comércio local, em conformidade com o programa de Parcerias Público Privadas (PPP).

Na justificatica do projeto, Kajuru lembra que “Campinas guarda importante parte da história de capital, mas que, com o passar dos anos, inúmeros problemas foram acumulados na região”.

“O descaso e a falta de projetos específicos agigantaram esses desafios, trazendo inúmeros transtornos aos comerciantes e moradores locais. Esta proposta visa impedir o processo de declínio deste importante setor, recuperando seu esplendor e importância para a vida de Goiânia”, acrescenta.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.