Sessão plenária encerrada com briga entre Ronilson Reis e Pastor Wilson

Reis explicou que o colega teria se exaltado após o parlamentar do Podemos protocolar um requerimento “pedindo a cabeça” dos secretários de Governo, Arthur Bernardes, Finanças, Geraldo Lourenço, e secretário executivo de Finanças, Lucas Morais

Após debates acalorados acerca do aumento do IPTU, um pedido de impeachment de Gabriela Rodart (DC) ao prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e discursos exaltados, sessão plenária é encerrada pelo presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota), após briga entre os vereadores Ronilson Reis (PODE) e Pastor Wilson (PMB). No registro das discussões entre os parlamentares, foi possível ver o parlamentar do Podemos chamando o vereador do PMB de “fofoqueiro”.

Questionado pelo Jornal Opção, Reis explicou que o colega teria se exaltado após o parlamentar do Podemos protocolar um decreto legislativo “pedindo a cabeça” (ou seja, a exoneração) dos secretários de Governo, Arthur Bernardes, Finanças, Geraldo Lourenço, e secretário executivo de Finanças, Lucas Morais. Ao entregar o documento, ele teria falado para Wilson, que é próximo de Bernardes “para que ele fosse fofocar a notícia ao secretário”. Wilson, no entanto, negou ser “leva e traz” secretário de Governo e alegou não conseguir contato com Arthur há cinco meses.

Foi nesse momento em que a discussão estourou. O vereador Pastor Wilson chegou a pedir respeito a Ronilson e a discussão precisou ser apartada pelos colegas. No momento os vereadores foram levados para fora do planário.

Uma resposta para “Sessão plenária encerrada com briga entre Ronilson Reis e Pastor Wilson”

  1. Avatar Eduardo disse:

    Gostaria de saber o que aconteceria se esse tipo de coisa acontecesse em um ambiente de trabalho normal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.