Servidores da saúde cobram de Iris melhorias nas condições de trabalho e pagamento de progressões

Prefeito não recebeu manifestantes mas secretário garantiu que demandas serão atendidas

Foto: Lívia Barbosa

Funcionários da rede municipal de saúde, em Goiânia, realizaram na manhã desta quarta-feira, 27, uma manifestação no Paço Municipal. Os servidores reivindicam o cumprimento integral do plano de carreira previsto na Lei. 8.916/10, bem como o pagamento das progressões.

De acordo com o plano de carreira, cada passagem do servidor para um padrão imediatamente superior (progressão) deveria ocorrer a cada dois anos e equivale a 6,12% a mais no vencimento. No entanto, a última mudança de letra da saúde ocorreu em 2014.

Além disso, os funcionários da saúde querem negociar a inclusão de outras categorias no plano de carreira e pedem por melhoria das condições de trabalho. Segundo a diretora do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde), Néia Vieira, algumas unidades de saúde enfrentam problemas crônicos, como os cais Cândida de Morais, Novo Mundo, Chácara do Governador e Bairro Goiá. “A gente não pode simplesmente parar tudo e esperar as construções e as reformas acontecerem.”

A diretora do sindicato rebate, ainda, as declarações do prefeito Iris Rezende de que as reclamações na Saúde são cada vez mais escassas. “Se ele (prefeito) chama de problemas pontuais o desabastecimento crônico, a falta de valorização dos trabalhadores, a falta de diálogo com o município, aí então são problemas pontuais no ponto de vista dele. Mas no ponto de vista do usuário que não consegue vaga, deixa de ter medicamentos e suprimentos básicos para ser atendido, a situação é nefasta.”

Estavam presentes também representantes do Sindicato dos agentes comunitários de saúde e de Combate às Endemias  (Sindacse). A diretora Roseni disse em entrevista ao Jornal Opção que a categoria não tem local de trabalho adequado. “Estamos trabalhando 40 horas semanais, e precisamos ir à unidade quatro vezes ao dia bater o ponto. Além disso, não temos insumos para trabalhar, os prédios estão quase desabando e as salas não comportam os funcionários”.

Apesar de a manifestação acontecer na sede do Paço Municipal, os servidores não conseguiram ser atendidos pelos prefeito Iris Rezende. Uma reunião foi realizada com o secretário, Wilson Júnior.

De acordo com servidores, Wilson garantiu que Iris irá marcar uma data para receber os representantes da Saúde municipal e que irá atender as demandas.
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.