Sergio Moro vai “invadir” São Paulo com apoio de aliados de João Doria

Articulador de visitas do ex-juiz ao interior paulista, deputado Junior Bozzella é do PSL, que integra base tucana no Estado

João Doria e Sergio Moro, com suas mulheres Bia e
Rosângela, em Nova York | Foto: Reprodução

“Encostado” momentaneamente pela Covid-19, conforme anunciou nesta sexta-feira, 14, Sergio Moro (Podemos) promete iniciar no fim do mês – mais precisamente a partir do dia 31 uma romaria por cidades do interior paulista, buscando estabelecer contato com políticos e empresários.

Segundo o portal Metrópoles, um dos principais organizadores desta empreitada é o deputado federal Junior Bozzella (PSL), que tenta juntar nomes para fortalecer a chamada “terceira via”.

PSL e DEM vão se unir no União Brasil e as siglas já garantiram apoio ao tucano Rodrigo Garcia, que deve assumir o governo de São Paulo a partir de abril e então concorrer à reeleição. Isso porque é vice do correligionário João Doria, pré-candidato ao Planalto.

Em outras palavras, apesar de a sigla já ter definido apoio na esfera estadual, Bozzella prova que ainda há divergências internas sobre o pleito nacional. Ele é um dos que defendem uma união de diversos partidos de centro-direita contra Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula.

Entre as cidades que Moro deve visitar em São Paulo estão Bebedouro, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e Barretos. A ideia é falar com lideranças políticas e empresariais e dar entrevistas. O partido do ex-juiz conta com 22 prefeitos no Estado.

Agendas na capital paulista devem ficar mais para frente e devem ser focadas em reuniões com setores produtivos, como de serviços, das comunicações e do agronegócio, além de encontros com o sindicato dos auditores fiscais e advogados.

* Com informações do portal Metrópoles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.