Sem resposta, concursados da Educação voltam a protestar contra gestão Iris

Aprovados no último concurso da Prefeitura de Goiânia cobram posicionamento do secretário Marcelo da Costa após prorrogação de contratos temporários

O Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia (Simsed) organiza para a manhã desta sexta-feira (10/2) um protesto em frente à sede da Secretaria Municipal de Educação, no Setor Universitário, na capital. Os manifestantes pedem a convocação imediata dos concursados aprovados no último processo seletivo da pasta, homologado no fim de 2016.

A data da manifestação coincide com o prazo dado pelo secretário Marcelo da Costa para tratar sobre a possibilidade de convocação. Procurada pelo Jornal Opção, entretanto, a diretoria do Simsed informou que a pasta ainda não deu qualquer previsão de quando pretende resolver o assunto.

A última reunião entre os concursados e o auxiliar do prefeito Iris Rezende (PMDB) ocorreu em 18 do último mês após manifestação. Na ocasião, Marcelo disse que não seria possível dar um posicionamento porque ainda estava “tomando pé da situação”.

Além de pedir a convocação, os concursados questionam a portaria do dia 17 de janeiro que determinou a prorrogação, por até mais um ano, de todos os contratos temporários dos servidores da Educação municipal.

As justificativas da prefeitura para prorrogar os contratos temporários se baseiam em um “erro material” na redação do contrato — celebrado pela gestão do ex-prefeito, Paulo Garcia (PT) — e, também, na “necessidade de continuidade” do mesmo “a fim de viabilizar o reinício do ano letivo de 2017″.

Comissões que representam os mais de 4 mil aprovados buscavam, pelo menos, um cronograma para convocação. Para o Simsed, a gestão Iris tem insistido em protelar o chamamento e contribuído ainda mais para “o caos instalado na rede municipal”.

Deixe um comentário