Sem data prevista para reapresentação, Plano Diretor segue em análise por Grupo de Trabalho

Grupo tem 90 dias para averiguar projeto antes que este siga em votação  

Cidade de Goiânia. | Foto: Prefeitura de Goiânia/reprodução

Plano Diretor de Goiânia permanece sem data para ser reapresentado. O projeto que deveria ter sido apresentado pelo ex-prefeito da cidade, Íris Rezende (MDB), no ano de 2017, só foi encaminhado em 2019. No início de sua gestão, o atual prefeito Rogério Cruz (Republicanos) montou um Grupo de Trabalho responsável por averiguar o documento.

O Grupo de Trabalho conta com seis vereadores, sendo quatro indicados pela Câmara MunicipalBruno Diniz (PRTB), Cabo Senna (Patriota), Sabrina Garcêz (PSD) e Santana Gomes (PRTB) – e outros dois pelo presidente da Casa – Anselmo Pereira (MDB) e Clécio Alves (MDB). O documento que instituiu o grupo, publicado pela Prefeitura de Goiânia, por meio do Diário Oficial do Município, prevê 90 dias para que o projeto seja analisado. Até o momento o grupo se reuniu apenas uma vez.

A vereadora Sabrina Garcez (PSD) explica que, como representantes da sociedade civil, ao finalizarem a análise das emendas, os membros do Grupo irão apresentar um parecer sobre o que foi considerado viável ou não. Para uma averiguação eficaz, o Grupo conta com apoio de equipe técnica da Prefeitura e da sociedade civil.

“A gente está analisando emenda por emenda. Quando a gente finalizar, o próximo passo é a Prefeitura devolver o projeto para a Câmara e a gente continuar a votação dele”, esclarece a vereadora. Sabrina ainda acrescenta que após o envio do Plano Diretor pelo Paço Municipal, o documento deve passar por votação na Comissão Mista, 1ª e 2ª votação no plenário e, se aprovado, encaminhado para sanção do Prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.