Secretário municipal vai à Câmara e diz que subtituição de escolas de placa não é prioridade

Marcelo Ferreira da Costa diz que é preciso primeiro conseguir criar mais vagas para zerar déficit para depois substituir escolas sem estrutura

Secretário Municipal de Educação Marcelo Ferreira. Foto: Divulgação

O secretário municipal de Educação, Marcelo Ferreira da Costa, esteve na manhã desta terça-feira, 26, para responder aos questionamentos dos vereadores que realizaram visitas a unidades de ensino municipais e constataram diversas irregularidades, como falta de estrutura adequada.

Ao ser perguntado sobre a substituição das escolas e Cmeis de placas, o secretário afirmou que a prioridade é o movimento de construção e ampliação de unidades escolares. Outro movimento é a manutenção da rede com reformas, por meio da escola viva. Somente então, o poder público irá voltar-se à substituição. “Quando tivermos uma estabilidade das vagas realizaremos o processo de substituição, pois nossa maior necessidade é o provimento de vagas novas”, explicou.

Sobre as creches filantrópicas, o secretário disse que as dificuldades nas renovações e manutenção dos convênios são sazonais. “Por conta da lei tivemos que fazer uma nova chamada pública, mas isso será pacificado. Estamos sanando caso a caso e ficamos tristes em perder algumas parcerias, pois queremos contar com essas instituições. Sobre os pagamentos dos primeiros meses do ano serão feitos em breve, pois a quitação ocorre a cada bimestre”.

Sobre a insegurança nas escolas, o titular da educação municipal alega que foram obtidos muitos avanços graças à parceria com a Guarda Municipal. “Criamos o projeto Escola Mais Segura e conseguimos aumentar a segurança nas escolas, mas precisamos avançar”, explicou.

Marcelo disse ainda que a rede municipal está chegando a 370 unidades escolares, quase metade de toda a rede estadual. “Temos 18 mil servidores enquanto o Estado tem 40 mil servidores, essa complexidade traz a necessidade de estruturação”, afirmou ao falar de dificuldades enfrentadas pela pasta.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.