Secretaria Municipal de Saúde corrige informação sobre caso de zika em Goianira

Ao contrário do que foi divulgado inicialmente, ainda não há confirmação de que mulher de cidade da Grande Goiânia tenha sido infectada pelo vírus

Além de transmitir o vírus da dengue, chikungunya e febre amarela, o Aedes Aegypti também é responsável pela transmissão do Zika | Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Além de transmitir o vírus da dengue, chikungunya e febre amarela, o Aedes Aegypti também é responsável pela transmissão do Zika | Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

O secretário de Saúde de Goiânia, Fernando Machado, afirmou, mais cedo nesta sexta-feira (11/12), que havia sido confirmado sorologicamente o primeiro caso de zika vírus na Grande Goiânia. No entanto, a informação que ele recebeu não estava correta e, como os demais 16 casos da doença em investigação na capital, o caso de Goianira ainda não é concreto.

Logo após o anúncio da suposta primeira confirmação, o prefeito Miller Assis (PSD) entrou em contato com o Jornal Opção Online para contestar a informação e disse que não tinha conhecimento do caso. “Não reconheço essa confirmação e a Secretaria de Saúde de Goianira não tem nada confirmado”, garantiu ele.

Também nesta sexta-feira, o prefeito de Goiânia, Paula Garcia (PT), decretou Situação de Emergência na cidade, em função do alto índice de infestação de Aedes Aegypti. A medida é uma maneira de prevenir que o zika se torne uma epidemia, já que é transmitido pelo mesmo mosquito que é vetor da dengue, chikungunya e febre amarela.

Confira a nota da Secretaria Municipal de Goiânia:

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia afirma que não procede a informação de que foi confirmado um caso de Zica Virus no município de Goianira. O caso em questão está em investigação, a exemplo dos 16 casos de Goiânia.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.