Se país mantiver ritmo de vacinação, imunidade coletiva pode vir até dezembro

Especialistas calculam que será necessária 70% da população imunizada, mas falta de adesão da população preocupa 

Foto: SES-GO/Divulgação

Levantamento feito pelo jornal O Globo revela que, se o Brasil continuar aplicando vacinas contra Covid-19 no ritmo atual (em média 989,5 mil doses diárias), teremos em 5 de dezembro 70% do país vacinado. O limite de 70% da população elegível para receber as duas doses é importante porque corresponde à taxa estimada para alcançar a chamada imunidade coletiva, capaz de frear a taxa de contágio da pandemia.

Especialistas acreditam que existem condições para que esse ritmo se mantenha e talvez seja até ampliado. A disponibilidade de vacina, porém, ainda é um fator de incerteza que pode atrapalhar os planos para 2021. O cronograma atual de entregas do Ministério da Saúde daria conta de manter aplicação de 1 milhão de doses por dia, mas em meses anteriores as previsões foram revistas várias vezes.

A projeção do jornal O Globo leva em consideração que as vacinas contratadas virão ao Brasil dentro do prazo estipulado, entretanto, a entrega dos imunizantes depende dos laboratórios, que, em função da pandemia, não podem ser punidos se houver atraso. A demanda pelas doses é mundial, mas deve diminuir  no segundo semestre, quando, provavelmente, Europa, Estados Unidos e outros países ricos já terão vacinado suas populações. 

Além do suprimento do produto, outros fatores preocupam os especialistas. A falta de procura das pessoas pela segunda dose, ou a demora excessivo da população em buscar a segunda dose, o que pode comprometer a eficácia do imunizante. Até ontem, o Brasil havia aplicado a primeira dose em 61,8 milhões de pessoas, e a segunda, em 24,2 milhões (29% e 11% da população, respectivamente). Em todos os estados, com exceção de Roraima, mais da metade das pessoas vacinadas receberam apenas a primeira dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.