Rodrigo Maia rejeita pedido do PSOL para que ministro do Turismo deponha na Câmara

Depoimento seria para explicar denúncias relacionadas às candidaturas laranjas

Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara dos Deputados| Foto: Luciana Lombardi

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, rejeitou o requerimento que pede a convocação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, (PSL-MG) para que explique as denúncias relacionadas às candidaturas laranjas suscitadas pelo seu partido, em Minas Gerais.

O pedido foi proposto em fevereiro por dez deputados membros do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), e enviado pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP). Em resposta, Maia alegou: “A convocação de ministro de Estado para prestar informações à Câmara dos Deputados restringe-se a assuntos inerentes às suas atribuições”, recorrendo aos artigos 50 e 58 da Constituição Federal, além do artigo 137 do regimento interno da Câmara. O presidente classificou a solicitação da bancada do PSOL como inconstitucional.

Marcelo Álvaro Antônio, deputado federal desde 2010, foi nomeado ministro em janeiro. Ele é investigado pelo Ministério Público em Minas Gerais e pela Polícia Federal por ter supostamente patrocinado candidaturas femininas de fachada, com dinheiro dos fundos partidário e eleitoral. As denúncias foram registradas contra o ministro por parte de candidatas que teriam acordado repasses do fundo partidário do PSL, sob a condição da devolução de parte do valor ao partido.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.