Resultado da eleição na UFG só deve ser divulgado na madrugada desta quinta (29)

Alunos e servidores têm até às 21 horas para votar em uma das quatro chapas que concorrem no pleito. Ex-reitor é favorito

Os candidatos Edward Madureira, Reginaldo Nassar, Luiz Mello e Romualdo Pessoa

O resultado do pleito que elegerá o novo reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG) só deve ser conhecido por volta das 2 horas da manhã desta quinta-feira (29/6). É o que explica o presidente da Comissão Organizadora da Consulta, Enes Gonçalves Marra.

Ao Jornal Opção, ele explicou que há dois tipos de votação, online (por meio de sistema disponibilizado no site da universidade) e física (em urnas instaladas nos campi). “Processo de apuração deve começar às 22 horas, mas temos que contar manualmente os votos físicos e também conferir se não há votos duplicados, de pessoas que votaram online e em cédulas”, explicou.

Assim, a comunidade acadêmica deve conhecer o novo gestor durante a madrugada. O resultado, entretanto, não deve ser surpresa para ninguém: o ex-reitor Edward Madureira deve ser eleito para comandar o quadriênio que vai de janeiro de 2018 a janeiro de 2022.

Orlando Afonso Valle do Amaral, atual reitor, poderia disputar a reeleição, como é permitido ao ocupante do cargo, mas preferiu apoiar seu predecessor.

Além de Edward Madureira, estão na disputa pela reitoria da UFG o doutor em Zootecnia pela Unesp, Reginaldo Nassar Ferreira; Romualdo Pessoa Campos Filho, que é doutor em Geografia no Instituto de Estudos Sócio-Am­bientais (Iesa); e Luiz Mello, mestre e doutor em Sociologia, professor da Faculdade de Ciências Sociais.

O eleitorado  pode chegar próximo a 40 mil pessoas – 2,5 mil professores ativos, 1,2 mil aposentados, outros 1,2 mil servidores técnico-administrativos e um número próximo a 30 mil alunos do ensino superior e pós-graduação distribuídos nas regionais de Goiânia, Catalão, Jataí e Goiás.

Deixe um comentário