Relator da LOA na Câmara pode remanejar recurso para priorizar Saúde

Receita da Prefeitura de Goiânia para o ano que vem é cerca de 3% menor que a deste ano

Vereador Anselmo Pereira (PSDB) é o relator da LOA 2018 na Comissão Mista | Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Goiânia

O relator da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2018 na Comissão Mista da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Anselmo Pereira (PSDB), afirmou na manhã desta quinta-feira (26/10) que pode fazer remanejamentos no âmbito do projeto encaminhado pelo Paço para priorizar gastos com áreas mais importantes, como a Saúde.

“Em época de crise, temos que escolher prioridades e o que pode ser mais importante que a Saúde? Todos sabemos o caos que vive hoje a cidade de Goiânia nessa área e farei remanejamentos se for preciso”, afirmou. Segundo projeto encaminhado pelo Paço, o orçamento do município para 2018 é cerca de 3% menor que o orçamento de 2017.

Uma grande novidade da lei orçamentária do ano que vem é que, a partir de projeto aprovado pela Câmara em junho deste ano, os vereadores têm direito a destinar 1,2% da receita para obras em suas bases. Segundo o relator, Anselmo Pereira, ele vai convocar técnicos para auxiliar os vereadores na elaboração das emendas para que elas não sejam futuramente vetadas por erros técnicos.

“O orçamento vai deixar de ser peça de ficção. Queremos ser parceiros da prefeitura para melhorar as Finanças da prefeitura, mas parceria é uma via de mão dupla. Desta casa terá apoio, mas tem que respeitar as emendas dos vereadores”, explicou.

Segundo calendário divulgado nesta quinta-feira (26/10), os vereadores tem até o dia 23 de novembro para apresentar emendas e o relatório final deve ser apresentado no dia 28, para que seja encaminhado para votação em plenário já na primeira semana de dezembro.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.