Reabertura do Parque Mutirama segue sem data para acontecer

O presidente Alexandre Magalhães disse que não há como prever a reabertura, por enquanto, pois os fornecedores não deram prazo para entrega de peças 

Foto: Marcelo Gouveia

Prevista para maio, a reabertura do Parque Mutirama de Goiânia ainda não tem data para ocorrer. De acordo com o presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Alexandre Magalhães, o espaço de lazer segue sem previsão para reabrir as portas.

Alexandre disse que faltam apenas peças que precisam ser importadas, mas o fornecedor não deu prazo para a entrega do produto. “São peças de trilho europeu, não encontradas no Brasil”, explica.

Fechado desde julho de 2017, o parque foi alvo de uma inspeção geral e de um trabalho de manutenção corretiva em todas as suas atrações. O gestor do contrato para a reforma do espaço, Frank Fraga, já havia adiantado ao Jornal Opção que seriam necessárias diversas adequações nos brinquedos do parque, como a troca de peças.

Ao todo são 32 atrações. O orçamento das readequações é estimado em R$ 300 mil mais o valor de R$ 298 mil pagos à empresa Belle Engenharia, responsável pela fabribação dos laudos.

Em julho do último ano, um dos brinquedos do Mutirama deixou 13 pessoas feridas. O brinquedo chamado “Twister” sofreu uma pane, jogando as pessoas ao chão. Desde então, o parque foi fechado e virou alvo de investigações.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.