Quem são as jovens promessas do Campeonato Brasileiro em 2019

Jornal espanhol AS elegeu os dez atletas do futebol tupiniquim que o mundo deve ficar de olho neste ano. Mas se esqueceu de outra grande joia que também disputará a competição

Cilas Gontijo

Com o inicio Brasileirão 2019 se aproximando e a possibilidade do futebol nacional revelar novos craques, como de costume, os olhos dos grandes clubes europeus e da imprensa esportiva mundial se voltam para cá. Como o Brasil é um celeiro de bons jogadores, este ano não será diferente, com muitas jovens promessas que tem se destacado desde 2016 nas categorias de base de seus clubes e na Copa de São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, onde surgem muitos dos futuros craques.

O diário espanhol AS publicou uma lista com dez nomes que, apesar de muitos novos, já são realidade em seus clubes. Alguns têm contrato com grandes clubes na Europa. Outros vem sendo observados de perto.

Parte dos nomes é bem conhecida. Outros ainda nem tanto, mas que podem despontar no Brasileirão. É importante saber que essa lista reúne jovens que atuam no Brasil. A quantidade de nomes aumenta muito se pegarmos também os que atuam fora do território nacional.

Vamos à lista:

Rodrygo (Santos)
Posição: atacante
Idade: 18 anos

Aos 16 anos, Rodrygo fez sua estreia na equipe profissional do Santos, de onde não saiu mais. Com belas atuações, em 2018 o atacante se tornou o jogador brasileiro mais novo ao marcar gol em jogo da Libertadores da América. O tento foi contra o Nacional.

O jogador só atuará pelo time santista até o final de junho. Rodrygo já tem contrato firmado com o poderoso Real Madrid.

Foto: Ivan Storti/Santos F.C.

Pedro (Fluminense)
Posição: atacante
Idade: 21 anos

Destaque nas categorias de base do Fluminense, sempre marcando muitos gols, estreou no profissional em 2016 com 19 anos de idade. No Brasileirão de 2018 era o principal artilheiro com 10 gols. Até sofrer uma contusão que o obrigou a fazer uma operação e que o afastou dos gramados por longo período. Antes disso, chegou a ser convocado por Tite para dois amistosos pós-Copa.

Jogador alto, bom de cabeça e com os pés, driblador, de bom passe e inteligente, tem tudo para fazer esse ano um ótimo campeonato.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.

Jean Pyerre (Grêmio) 
Posição: meia armador
Idade: 20 anos

Ainda não muito conhecido da torcida brasileira, está no Grêmio desde os 9 anos, sempre se destacando nas categorias de base do clube. Estreou no time principal em 2017, mas não foi aproveitado naquele ano, sendo assim também em 2018. Nesta temporada ganhou  a titularidade e tem sido um maestro no time do técnico Renato Gaúcho. Se destacou como um belo armador. Tem tudo para despontar e quem sabe surgir aí com a camisa 10 da amarelinha.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Caio Henrique (Fluminense)
Posição: meio-campista
Idade: 21 anos

Começou nas categorias de base do Santos aos 10 anos de idade. Em 2016 foi vendido ao Atlético de Madrid, onde atuou por duas temporadas. Foi repatriado pelo Fluminense em 2019, mas ainda pertence ao clube espanhol. Se tornou titular do clube carioca desde sua chegada. Considerado um jogador polivalente, tem atuado também na lateral esquerda.

Não muito conhecido no Brasil, seu desejo é retornar à Europa e ainda vestir a camisa da nossa seleção.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Marrony (Vasco da Gama)
Posição: atacante
Idade: 20 anos

Ainda pouco conhecido, pertence ao Vasco desde 2015. Foi destaque na Copa São Paulo de 2018 e na Copa do Brasil Sub-20, quando conquistou a artilharia da competição. Subiu ao profissional no mesmo ano, mas não teve muitas oportunidades. O destaque e a titularidade vieram na temporada 2019. É considerado um excelente ponta-direita, o chamado ponta de lança, muito rápido, habilidoso e com faro de gol.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Guga (Atlético Mineiro)
Posição: lateral-direito
Idade: 20 anos

Também desconhecido dos torcedores, começou no futsal do Botafogo aos 5 anos de idade. Em 2013 firmou contrato com o Avaí, onde ficou até 2018. Em dezembro do ano passado assinou com o Atlético Mineiro. Mas não tem tido um bom desempenho, não conseguindo ser titular. Entrando normalmente no decorrer das partidas, tem alternado boas e médias atuações. É apenas um bom jogador.

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Soteldo (Santos)
Posição: ponta-direita
Idade: 21 anos

O único jogador estrangeiro da lista é venezuelano e iniciou sua carreira no Zamora em 2015. Com passagens pela seleção sub-20 e a principal do seu país, ainda é um desconhecido dos brasileiros. Foi anunciado como jogador do time santista em janeiro de 2019. Um bom jogador, mas que ainda não deslanchou. Tem muito potencial.

Foto: Twitter/Reprodução

Pedrinho (Corinthians)
Posição: ponta-direita
Idade: 21 anos

Vindo das categorias de base do Timão, subiu para o profissional em 2017 aos 19 anos. Desde então tem caído nas graças da torcida porque levanta a galera com belos dribles e arrancadas com muita velocidade, além de ter um chute potente. Porém deixa muito a desejar nas finalizações, errando muito nesse aspecto, fato que o deixa na reserva em muitas partidas, entrando sempre no segundo tempo. Um bom jogador, que tem tudo para melhorar e chegar longe na carreira.

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Luan (São Paulo)
Posição: volante
Idade: 19 anos

No time principal desde 2018, o atleta tem contrato até 2022. O jogador não é bom no individual, mas coletivamente tem se mostrado peça fundamental, além de ser  titular absoluto no meio de campo neste novo São Paulo do técnico Cuca.

Jogador forte, de bom passe, roubador de bola e bom no cabeceio. Infelizmente sofreu uma lesão e ficará de fora das partidas iniciais do tricolor paulista no Campeonato Brasileiro.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Antony (São Paulo)
Posição: atacante
Idade: 19 anos

Chegou no São Paulo aos 11 anos e se destacou nas categorias de base. Integrou a seleção brasileira sub-17 em um amistoso. Canhoto muito habilidoso, joga pela direita do campo com bons dribles, muita velocidade e com boa finalização. Subiu ao profissional em 2018, mas ganhou mais notoriedade no Paulistão 2019. É titular da equipe onde tem se destacado. Não muito conhecido, mas com muito potencial para mostrar no Brasileirão.

Foto: Celio Messias/saopaulofc.net

O jornal espanhol mostra que o mudo futebolístico está de olho em nossos garotos que se destacam no Brasil em seus clubes. Como os principais clubes europeus são muito ricos, fica impossível segurar nossas joias por muito tempo. Temos de nos contentar em vê-los brilhar do outro lado do mundo e talvez na nossa seleção.

Ficou de fora
Falta nessa lista um garoto do Flamengo. O meia-atacante Reinier, de apenas 17 anos, que já possui uma multa milionária de 70 milhões de euros no contrato. Tudo isso tem explicação. Reinier foi considerado por grandes clubes europeus como o melhor sub-16 do mundo. Já está na lista de grandes equipes como Real Madrid, Juventus e Barcelona.

Com contrato assinado até 2021 com o rubro-negro carioca, Abel Braga já o inscreveu na Copa Libertadores da América e pode contar com o garoto no Brasileirão da Série A. Com certeza um futuro promissor tanto para o jogador em sua carreira como para o clube.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Wilson

só jogadores da mídia… Michael do Goiás é uma promessa,o goleiro Jordi do CSA tb é uma promessa,ficou de fora um monte de jogadores promissores