No último dia 6, com efeito retroativo a 1º de janeiro de 2024, foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) a decisão de fechar temporariamente quatro unidades de atendimento. Caturaí, Goiandira, Pires do Rio e Santa Helena de Goiás são as cidades afetadas. A medida reflete o retorno ao Governo de Goiás dos servidores públicos que, até então, estavam cedidos à instituição.

De acordo com a secretaria de saúde do Governo do Estado de Goiás, a situação já está em tratativa, sendo uma prioridade para a gestão do Ipasgo Saúde. Agora a instituição trabalha na abertura de processo seletivo para contratação de novos servidores para essas unidades. “Assim que os quadros forem recompostos, os postos de atendimento serão reabertos”, afirma o Governo Estadual.

Atendimentos em locais alternativos

As quatros cidades terão seus atendimentos encaminhados para outros municípios.

Os beneficiários de Caturaí são atendidos em Brazabrantes; os de Goiandira, na Regional de Catalão; os de Pires do Rio e Santa Helena, na rede Vapt Vupt das próprias cidades. Em todos os casos, os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. 

Além das unidades presenciais – Multiatendimento, regionais, postos e Vapt Vupt -, o Ipasgo Saúde tem outros canais, que funcionam 24 horas, inclusive em pontos facultativos e feriados, para relacionamento com a instituição: a central de teleatendimento (0800 62 1919),o site e o aplicativo Ipasgo Fácil.

Leia também:

Novo medicamento para HIV chega em Goiás

Saúde mental é tratada de forma preventiva e humanizada na rede municipal de Anápolis

Maioria dos criadouros do Aedes está no lixo domiciliar, constata estudo