Seguimento foi responsável pela entrada de US$636,3 milhões em exportações do último mês

Grãos de soja | Foto: Reprodução

No mês de julho, o agronegócio foi o principal exportador goiano, segundo dados do Ministério da Economia, por meio do Comex Stat. Das exportações do mês passado, 79,6% foram do agro. Um total de US$636,3 milhões dentre US$799,3 milhões das exportações.

No acumulado do primeiro semestre de 2020, o agro representou 81,1% das exportações goianas. Cerca de US$3,9 bilhões dos US$4,9 bilhões exportados pelo Estado. Os dados são da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Os destaques do agro em julho são a soja, com crescimento de 39,2%; a carne bovina, que cresceu 74,4%; café que teve alta de 529,3%. As comparações são todas em relação a julho de 2019.

O café teve aumento de 1.776,4% no acumulado de janeiro a julho de 2020 quando comparado ao mesmo período do ano passado. O total das exportações equivale a US$18,5 milhões; carne suína, com alta de 173,8% nas exportações, um total de US$7,4 milhões; soja, 40% acima, com US$2,6 bilhões.

Principal parceiro

O principal destino dos produtos foi a China, que recebeu 63,7% das exportações de soja em julho e 70,5% de janeiro a julho. A carne também foi em grande parte enviada para lá. O país foi responsável por 63,5% do crescimento em julho e 57,9% em todo semestre.

Para o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, isso é reflexo do trabalho de fortalecimento da cadeia produtiva do agro no Estado.


“Já ressaltamos essa informação algumas vezes, mas é preciso evidenciar que as atividades do segmento não pararam, exatamente para permitir que a economia possa crescer e garantir, não só exportação, mas o abastecimento por alimentos no mercado interno”, afirmou.