Procon notifica Hospital Albert Einstein sobre vazamento de dados de pacientes

Funcionário do hospital teria divulgado na internet lista com senhas que davam acesso a banco de dados do sistema do Ministério da Saúde

Hospital Albert Einstein. │ Foto: Reprodução

O Procon de São Paulo notificou o Hospital Albert Einstein para que explique sobre o vazamento de lista, que dava acesso a informações pessoais e médicas de pacientes testados, diagnosticados e internados por Covid-19. A partir desta segunda-feira, 30, a instituição tem 72 horas para dar uma resposta.

Um funcionário do hospital, que trabalhava em um projeto com o Ministério da Saúde teria divulgado na internet, uma lista de senhas do sistema do Ministério da Saúde que dava acesso aos bancos de dados dos pacientes. Pelo menos 16 milhões de pessoas tiveram suas informações expostas.

O Procon-SP pede que o Einstein demonstre se vai adotar medidas de segurança, técnicas e administrativas capazes de proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas.

O hospital deverá explicar ainda quais foram as medidas de segurança adotadas no processo de digitalização do prontuário médico e exame dos pacientes, conforme orienta o Conselho Federal de Medicina e se há alguma forma de criptografia das informações dos pacientes para segurança dos dados.

O Hospital Israelita Albert Einstein se manifestou em nota afirmando: “A organização reitera seu compromisso com a segurança das informações e a proteção de dados e informa que já iniciou a apuração do incidente. Além disso, realizou na manhã da quinta-feira, 26 de novembro, o desligamento do colaborador por ter infringido as normas internas adotadas para garantir proteção e segurança de dados.”

O Hospital Albert Einstein foi procurado pela equipe do Jornal Opção para explicar o que aconteceu, já que o prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela se encontra internado na instituição desde outubro, em tratamento da Covid-19.

Veja aqui a nota enviada para o Jornal Opção. 

[Esta matéria conta com informações da Revista Exame]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.